Publicidade

Estado de Minas

Pimentel: MG está funcionando enquanto estados vizinhos estão em colapso

O governador de Minas aproveitou evento com prefeitos para exaltar seus feitos e defender a democracia


postado em 10/02/2017 14:07 / atualizado em 10/02/2017 14:21

Pimentel disse que o estado funcionar não é pouco(foto: Gladyston Rodrigues/EM)
Pimentel disse que o estado funcionar não é pouco (foto: Gladyston Rodrigues/EM)

O governador Fernando Pimentel (PT) aproveitou evento que reuniu prefeitos e deputados, na manhã desta sexta-feira, no Expominas, para dizer que Minas Gerais está “funcionando” ao contrário de outros estados que estão “se dissolvendo”.

Ele citou o Rio de Janeiro, o Espírito Santo e o Rio Grande do Sul e afirmou que os serviços públicos destes locais estão em colapso. Para uma plateia de cerca de 2 mil pessoas, em sua maioria lideranças dos municípios, o petista fez ainda uma defesa da democracia e do uso de emendas parlamentares.

“Vivemos em um estado que está funcionando. Não é pouca coisa no Brasil de hoje que atravessa a maior crise econômica, política e institucional de sua história”, afirmou.

Pimentel criticou a crise nos estados vizinhos. “Estamos assistindo nas nossas fronteiras estados importantes como Minas Gerais se dissolvendo a luz do dia. É o caso do Rio de Janeiro, do Espírito Santo e do Rio Grande do Sul, serviços públicos que entraram em colapso, é o estado que não consegue atendar a sua população”, disse.

O governador disse que “nada disso está acontecendo em Minas Gerais” atribuiu o fato à sua gestão. “Isso se deve ao compromisso que temos com o povo de Minas Gerais. Independentemente de partidos políticos, nós mineiros estamos unidos para preservar o nosso estado das consequências desta crise.”

Pimentel destacou que, em Minas Gerais, as escolas estão funcionando e os policiais estão nas ruas. “É o estado que se faz presente para garantir à população aquilo que ela quer, precisa e merece”, afirmou.

Ataques à democracia


O governador de Minas fez ainda uma defesa da democracia, que, segundo ele, está sofrendo “ataques insidiosos de alguns que querem a volta do autoritarismo”. Segundo Pimentel, a entrega dos veículos feita nesta sexta-feira é uma demonstração do “uso adequado dos recursos públicos”.

O petista saiu em defesa da classe política e disse que é preciso preservar os representantes eleitos, criticando quando necessário, mas defendendo a democracia. Pimentel entregou 401 veículos de transporte escolar para alunos da rede estadual de 308 municípios. O custo de R$ 95,84 milhões foi pago por emendas parlamentares de deputados federais.

Pimentel aproveitou a presença de deputados governistas e de oposição para dizer que, em Minas, existe união entre Câmara dos Deputados, Assembleia, governo estadual e municípios. Ele ressaltou a importância das emendas parlamentares, que, segundo diz, são erroneamente criticadas pela imprensa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade