Publicidade

Estado de Minas

Após protesto de servidores, grades voltam a cercar a Alerj


postado em 17/11/2016 08:31 / atualizado em 17/11/2016 08:50

Servidores protestataram, nessa quarta-feira (16), contra o pacote de cortes do governo do estado em frente ao prédio da Alerj(foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Servidores protestataram, nessa quarta-feira (16), contra o pacote de cortes do governo do estado em frente ao prédio da Alerj (foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Rio - Depois do protesto que reuniu milhares de servidores públicos nesta quarta-feira, 16, as grades voltaram à frente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), no centro da cidade. Durante a manifestação que durou oito horas nesta quarta, servidores derrubaram a barreira e foram coibidos por polícias militares com spray de pimenta, gás lacrimogêneo, bombas de efeito moral e balas de borracha.

O ato dos servidores foi para pressionar deputados a votar contra o pacote de medidas do governo do Estado para conter a crise financeira, que penalizam o funcionalismo. As discussões começaram nesta quarta e as votações vão até o fim de dezembro. As grades haviam sido instaladas para evitar a invasão da Alerj, como acontecera no ato do último dia 8.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade