Publicidade

Estado de Minas

Surpresas de última hora no quadro de candidatos que concorrem à PBH

Mais quatro candidatos à Prefeitura de Belo Horizonte fazem registro no Tribunal Regional Eleitoral. Enquanto isso, dois anunciam os seus vices


postado em 13/08/2016 06:00 / atualizado em 13/08/2016 07:55

A três dias do prazo final para o registro das candidaturas, quatro postulantes ao cargo de prefeito de Belo Horizonte entregaram ontem a documentação na sede do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) – e dois ainda puseram fim ao mistério de quem será seu vice. Alexandre Kalil (PHS) anunciou a dobradinha com o deputado estadual Paulo Lamac (REDE) e Luis Tibé (PTdoB) apresentou Felipe Totó Teixeira (PSL) como seu companheiro de chapa. Durante toda a tarde, militantes e apoiadores de Reginaldo Lopes (PT), Sargento Rodrigues (PTD), Kalil e Tibé lotaram a entrada no TRE, na Avenida do Contorno. Com bandeiras e palavras de ordem, eles defendiam seus candidatos – em alguns momentos, os gritos de um grupo abafava o do outro.


O primeiro a chegar ao TRE foi o deputado federal Reginaldo Lopes, que acompanhado da vice, Jô Moraes (PCdoB), ainda protocolou um documento com os principais pilares de um eventual governo de esquerda na capital mineira. Eles só esqueceram de levar os papéis necessários para o registro, o que atrasou o atendimento da dupla. A expectativa dos parlamentares é gastar no máximo R$ 5 milhões no primeiro e segundo turnos, caso chequem lá. De acordo com Reginaldo, a prioridade na campanha será eventos nas ruas – um deles com a participação garantida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que estará na capital no fim de setembro. Questionado sobre o papel de padrinhos nestas eleições, o deputado disse que eles terão um papel secundário. “Os principais padrinhos são os eleitores”, afirmou o petista.

Enquanto petistas e comunistas ressaltavam o apoio à chapa, militantes do PDT e PTB chegavam com suas bandeiras ao local para recepcionar o deputado estadual Sargento Rodrigues e o advogado criminalista e delegado aposentado Edson José Pereira. O parlamentar anunciou uma campanha “franciscana”, com o gasto de no máximo R$ 1,5 milhão. O PTB é o único partido que se coligou ao PDT. Ambos apresentarão chapa própria para a Câmara Municipal.
A surpresa do dia foi o anúncio de Paulo Lamac como vice de Alexandre Kalil, já que o parlamentar chegou a ter o nome aprovado em convenção para disputar a prefeitura. Acompanhados do presidente do PV, deputado Agostinho Patrus Filho, eles registraram a chapa e informaram que pretendem gastar cerca de R$ 3 milhões na campanha. Ao anunciar a aliança, Lamac afirmou que recebeu o aval da direção nacional da legenda e de sua principal estrela, a ex-ministra Marina Silva.

ajustes De acordo com eles, há dias os candidatos vinham conversando em torno de ajustes programáticos que permitissem a aliança. “Será uma contribuição efetiva da Rede para o debate eleitoral e para a administração da cidade “, disse Lamac. Alexandre Kalil ressaltou que a presença da Rede na chapa, que conta ainda com o apoio do PV, representa o novo para Belo Horizonte. “Quanto mais a gente escuta, mais nós acreditamos que falta amor e carinho para esse povo”, afirmou Kalil.

Na saída do TRE, militantes que acompanhavam o candidato Luís Tibé (PTdoB) gritaram “ão, ão, ão, segunda divisão” para Kalil. O ex-dirigente atleticano apenas sorriu. Tibé afirmou que o programa de governo foi construído a partir de sugestões da população e não informou qual o volume de recursos que vai gastar nas eleições.

Saiba quem são os vice:

Reginaldo Lopes (PT) vice Jô Moraes (PCdoB)

Rodrigo Pacheco (PMDB) - Vice Vanderlei Miranda (PMDB)

Délio Malheiros (PSD) - vice Josué Valadão (PSB)

João Leite (PSDB) - vice Ronaldo Gontijo (PPS)

Eros Biondini (PROS) - vice Wallace Brandão (PROS)

Alexandre Kalil (PHS) - vice Paulo Lamac (REDE)

Sargento Rodrigues (PDT) - vice Edson José Pereira (PTB)

Maria da Consolação (PSOL) - vice Pablo Miranda (PCB)

Vanessa Portugal (PSTU) - vice Maria Firmina (PSTU)

Luis Tibé (PTdoB) - vice Felipe Totó Teixeira (PSL)

Marcelo Álvaro Antônio (PR) - vice ainda sem definição

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade