Publicidade

Estado de Minas MARATONA DE ALIANÇAS EM BH

PRB, PROS, PCdoB e PMDB fazem convenção nesta sexta, fim do prazo estipulado por lei

Candidato à Prefeitura de BH pelo PHS, ex-dirigente do Atlético Alexandre Kalil recebe apoio do PV


postado em 05/08/2016 00:12 / atualizado em 05/08/2016 16:44

A um dia do prazo final para as convenções, novos acertos partidários agitaram ontem a corrida pela Prefeitura de Belo Horizonte. O candidato do PHS à cadeira hoje ocupada por Marcio Lacerda (PSB), Alexandre Kalil, ganhou o apoio do PV, que deverá indicar o nome do candidato a vice-prefeito. O anúncio foi feito pelo presidente do partido na capital, vereador Sérgio Pinho Tavares, depois de uma reunião que contou com a presença do deputado estadual e presidente do PV mineiro, Agostinho Patrus, do também parlamentar Mário Caixa – cujo nome chegou a ser cogitado como pré-candidato –, e também de Kalil, além de integrantes da legenda.


Durante o encontro realizado na Assembleia Legislativa, os representantes do PV apresentaram a Alexandre Kalil sugestões para o programa de governo do PHS. Em nota, a legenda alegou que quer “garantir que os valores fundamentais do partido sejam assegurados em um eventual governo na capital mineira”. A candidatura do ex-presidente do Clube Atlético Mineiro foi confirmada em convenção realizada no domingo passado. Empresário e cartola, Kalil disputa a primeira eleição. Em 2014, ele ensaiou concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa, mas desistiu.


Já o PSD confirmou em convenção a candidatura do vice-prefeito Délio Malheiros e acertou aliança com o Solidariedade (SD). O deputado federal Jaime Martins também postulava a indicação para o cargo, mas um acordo interno permitiu a escolha de Délio.

“Temos bons nomes e ainda aguardando as indicações do Solidariedade para escolher o vice”, afirmou Délio Malheiros. O nome do vice será decidido hoje, e poderá ser de qualquer uma das legendas. Do PSD, os mais cotados são o ex-deputado federal Alexandre da Silveira, o advogado Benjamin Rabelo e o empresário Paulo Safady Simão.


O PSD era cotado para compor com outras legendas, mas na última quarta-feira, o ministro das Cidades, Gilberto Kassab, que comanda o PSD nacionalmente, assinou uma resolução em que determinava a candidatura própria da legenda como forma de fortalecer a imagem da sigla. Em 2012, Délio era pré-candidato à PBH pelo PV, mas às vésperas do registro, atendeu a um pedido do grupo do senador Aécio Neves (PSDB) e abriu mão da disputa, passando a ser vice de Marcio Lacerda – que nestas eleições apoia a candidatura do colega de partido Paulo Brant.

Esquerda

Em convenção realizada na noite de ontem, o PT  aprovou o nome do deputado federal Reginaldo Lopes para encabeçar a chapa que terá como vice a colega de plenário, Jô Moraes. O acordo foi selado na quarta-feira, durante almoço entre os dois, e foi comunicado oficialmente ao governador Fernando Pimentel (PT). Os dois partidos vão se coligar também na chapa proporcional, de vereadores. Os petistas indicaram 32 nomes os comunistas 30.


“Teremos um governo compartilhado, não importa a posição, se prefeito ou vice”, afirmou ontem Reginaldo ao lado de Jô Moraes. Ele garantiu ainda que um eventual governo destinará metade dos cargos às mulheres. O nome de Reginaldo foi escolhido oficialmente durante encontro do PT realizado em 9 de julho.
A comunista estava resistente em ser candidata vice, mas aceitou os apelos do parlamentar, que queria compor sua chapa com uma mulher de esquerda. A Jô Moraes foram oferecidos ainda espaço igual nos programas eleitorais, coordenação da campanha e o cargo de porta-voz. A convenção do PCdoB será realizada hoje.

ÚLTIMO DIA

A Executiva Municipal do PROS realiza hoje à noite, no plenário da Assembleia Legislativa, a convenção que vai definir os candidatos do partido. Além dos vereadores, deverá ser confirmada a candidatura do deputado federal Eros Biondini a prefeito e a indicação de seu vice.


O PRB e o PMDB da capital também deixaram suas convenções para o último dia de prazo. No encontro, o PRB vai oficializar a coligação com o tucano João Leite na chapa majoritária e proporcional. O candidato a vice-prefeito será o vereador Ronaldo Gontijo (PPS).

O PMDB, que fará sua convenção às 19h, na Câmara Municipal, vai oficializar o nome do deputado federal Rodrigo Pacheco na disputa à PBH.

Registro

Embora as convenções terminem hoje, os partidos têm até o próximo dia 15 para registrar as candidaturas e coligações no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG). A Justiça Eleitoral está de plantão em Belo Horizonte, já que o prazo se esgota em pleno feriado de Assunção de Nossa Senhora. O prazo para julgar todos os pedidos de registro – inclusive os casos de impugnação e recursos – se encerra em 12 de setembro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade