Publicidade

Estado de Minas

Corpo de Rondon Pacheco é enterrado em Uberlândia

O ex-governador de Minas Gerais morreu na madrugada de hoje, cinco dias depois de deixar o hospital em que esteve internado por causa de uma pneumonia


postado em 04/07/2016 18:54 / atualizado em 04/07/2016 19:33

(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 11/02/2014 )
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 11/02/2014 )

O corpo do ex-governador Rondon Pacheco foi enterrado no final da tarde desta segunda-feira no cemitério São Pedro, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. O translado foi feito em carro do Corpo do Bombeiros até o local do sepultamento. Aos 96 anos, ele morreu por volta das 2h desta segunda-feira em casa, onde dormia. Ele havia voltado para lá na quarta-feira (29), depois de passar 20 dias internado por conta de uma pneumonia.

A pneumonia levou o ex-governador, inicialmente, para um hospital do Rio de Janeiro, mas depois ele foi transferido para uma unidade particular de Uberlândia, sua cidade natal, a pedido da família.

Personalidades do mundo político lamentaram a morte de Rondon Pacheco.

O ex-governador nasceu em Uberlândia em 31 de julho de 1919. Foi deputado estadual, federal e ministro no período da Ditadura Militar, ocupando o cargo de chefe do Gabinete Civil do presidente Arthur da Costa e Silva, entre 1967 e 1969. Ele assumiu o governo de Minas em 1971, indicado por Emílio Garrastazu Médici, e deixou o posto em 1975.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade