Publicidade

Estado de Minas

Manifestações contra Dilma e o PT têm a adesão de 80 cidades do interior de Minas


postado em 14/03/2016 06:00 / atualizado em 14/03/2016 07:32

Em Juiz de Fora, povo atacou o PT e cantou o Hino Nacional (foto: Fernando Priamo/Tribuna de Minas)
Em Juiz de Fora, povo atacou o PT e cantou o Hino Nacional (foto: Fernando Priamo/Tribuna de Minas)

O maior protesto contra o governo Dilma Rousseff bateu recorde de público no interior de Minas Gerais. De acordo com organizadores, os protestos desse domingo (13) foram pacíficos e superaram as expectativas, com milhares de pessoas nas ruas. Além de participantes vestidos de verde e amarelo munidos de cartazes, grupos de motoqueiros, ciclistas e até gente a cavalo ocuparam praças e avenidas.

Em Juiz de Fora, na Zona da Mata, e Uberlândia, no Triângulo, a mobilização foi expressiva. A estimativa do Movimento Vem Pra Rua, que lidera os atos no país, é de que cerca de 80 municípios mineiros aderiram ao ato.

Em Juiz de Fora, integrantes do Movimento Muda Brasil, moradores e representantes de várias instituições, entre elas a maçonaria, criticaram o governo, o Partido dos Trabalhadores (PT) e a corrupção. A manifestação começou na Praça Jarbas de Lery Santos, no Bairro São Mateus, e seguiu em direção ao Parque Halfeld, com buzinaço de motos e carros. A multidão cantou o Hino Nacional.

Em Montes Claros, no Norte de Minas, manifestantes chegaram por volta das 9h30 à Avenida Sanitária, em frente ao prédio do Senac. O grupo saiu em passeata, caminhou por cerca de um quilômetro e retornou ao local de partida. Com imensa bandeira verde-amarela, faixas e cartazes de apoio à Polícia Federal (PF) e ao juiz Sérgio Moro, montes-clarenses pediram a saída da presidente Dilma. De acordo com organizadores, havia 8 mil pessoas no protesto. A Polícia Militar calculou 6 mil manifestantes.

TRIÂNGULO Em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, o protesto começou por volta das 10h, na Praça Tubal Vilela. “Os grupos foram chegando aos poucos e, com certeza, esta foi a maior manifestação contra Dilma em nossa cidade”, afirmou Marco Lara, coordenador do Movimento Vem Pra Rua.

Pela quarta vez, Guaxupé, no Sul de Minas, protestou contra o governo Dilma Rousseff. Sob buzinaço e apitaço, cerca de 500 pessoas ocuparam a Praça do Cemitério, a partir das 10h. Jônatas Gabriel, um dos articuladores do Movimento Vem Pra Rua, lembrou que, em novembro, houve carreata de protesto na cidade.

CAVALEIRO Em Ipatinga, no Vale do Aço, o número de participantes superou as expectativas, segundo os organizadores. “Esperávamos cerca de 100 pessoas, mas veio muito mais gente aqui para o Centro Comercial do Cariru”, comentou Vítor Maduro, um dos articuladores. Em Ubá, na Zona da Mata, moradores também foram às ruas – alguns a cavalo.

Em Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas, e Sete Lagoas, na Região Central, os atos ocorreram à tarde, contando com a participação de centenas de pessoas.


Publicidade