Publicidade

Estado de Minas

Dilma vota em Porto Alegre e lamenta campanha de nível 'não muito alto'

A candidata à reeleição pelo PT votou em Porto Alegre, às 8h43, acompanhada do candidato ao governo do RS, Tarso Genro


postado em 26/10/2014 09:07 / atualizado em 26/10/2014 09:56

(foto: JEFFERSON BERNARDES/AFP PHOTO)
(foto: JEFFERSON BERNARDES/AFP PHOTO)

A presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), votou às 8h43 deste domingo, na Escola Estadual Santos Dumont, Zona Sul de Porto Alegre. Ela foi acompanhada do também candidato à reeleição pelo governo do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT).

Durante a manhã, durante coletiva de imprensa em um hotel da capital gaúcha, a candidata disse que a campanha eleitoral foi caracterizada pelo nível "não muito alto" em determinadas situações. "Acho que tivemos momentos lamentáveis. O uso de formas de tratamento indevidas, inclusive, acredito que isso foi rejeitado pela população. Não acho que a população endossou isso, não. Mas acho que também houve oportunidade de confrontar opiniões, de fazer um debate sadio", afirmou.

A presidente, que concorre à reeleição, disse ainda que esta campanha foi atípica, marcada por mudanças, e lembrou a morte do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, que era o candidato do PSB ao Palácio do Planalto no início da disputa. "A campanha sofreu reviravoltas", avaliou.

Dilma também voltou a fazer um apelo para que a população compareça às urnas neste domingo. "É nesse exercício do voto que as pessoas podem externar suas opiniões, ter uma clara opção em relação a qual é o caminho que querem que o Brasil siga no futuro", afirmou.

Segundo ela, a eleição confronta dois projetos para o Brasil. "Nós, nesse projeto em que lutamos tanto para melhorar a vida da população, não vamos permitir que nada nesse mundo, nem crise nem pessimismo, tire de você, que está nos assistindo, o que você conquistou. O Brasil vai continuar mudando para as pessoas crescerem, com melhor educação, saúde e segurança."

De acordo com a assessoria de Dilma, depois de votar, ela seguirá direto para Brasília, onde acompanhará a apuração dos resultados.

Com Agência Estado

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade