Publicidade

Estado de Minas

Marina não cita Eduardo Campos em último debate e parece se descolar do PSB

Talvez tenha adotado essa postura cedo demais, passando a impressão de que, se for ao segundo turno e for eleita, não governará com seu atual partido


postado em 04/10/2014 14:56 / atualizado em 04/10/2014 15:10

Ligados no debate da Globo da última quinta-feira, os políticos pernambucanos perceberam que Marina Silva não homenageou Eduardo Campos nas considerações finais e nem sequer citou o ex-candidato, que morreu no trágico acidente aéreo em 13 de agosto. Pegou mal e pode representar corpo mole dos

militantes socialistas hoje pelo país afora, em especial, no estado em que Eduardo governou e que hoje dá uma larga vantagem a Marina sobre Aécio.

Ontem, por exemplo, foram poucos os que compareceram na carreata de Marina no Rio de Janeiro. Há quem diga que essas últimas horas deram a sensação de que ela começou a se descolar do PSB. Talvez tenha adotado essa postura cedo demais, passando a impressão de que, se for ao segundo turno e for eleita, não governará com seu atual partido.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade