Publicidade

Estado de Minas

Candidatos ao governo de Minas debatem propostas hoje na TV Alterosa

Confronto será transmitido ao vivo, às 22h30, também pelo Portal Uai e Rádio Guarani


postado em 23/09/2014 06:00 / atualizado em 23/09/2014 07:37

A corrida eleitoral pelo governo de Minas promete esquentar hoje à noite, com o debate dos Diários Associados. Na reta final das eleições, os quatro principais candidatos ao Palácio Tiradentes estarão reunidos para discutir propostas e disputar o voto dos mineiros em um dos debates considerados mais decisivos para a escolha dos eleitores, que será transmitido ao vivo pela TV Alterosa, às 22h30, depois do Programa do Ratinho, pelo Portal Uai (www.uai.com.br) e pela Rádio Guarani (96,5 FM). A duração será de uma hora e meia.


Depois de faltar a debate promovido pela Rede TV! no domingo, Fernando Pimentel (PT) garantiu comparecer ao evento de hoje. Pimenta da Veiga (PSDB), Tarcísio Delgado (PSB) e Fidélis (Psol) são presenças confirmadas. Foram convidados postulantes de partidos com representação na Câmara dos Deputados, como dita a Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997). O mediador será o gerente de jornalismo da TV Alterosa, Ricardo Carlini, âncora do programa TV Verdade. Os demais candidatos estarão, de hoje a quinta-feira, no programa TV Verdade, às 13h50.

E o clima antes do debate já está quente entre os adversários. Ontem, o tucano Pimenta da Veiga classificou a ausência de Fernando Pimentel (PT) no confronto de domingo como lamentável. “Alguém que prega o diálogo não ir dialogar com os outros no debate? Eu achei lamentável. É um desrespeito com a opinião pública mineira”, avaliou Pimenta. Por sua vez, o petista afirmou que não compareceu ao compromisso por estar com faringite, o que o deixou sem voz.

Tanto Fernando Pimentel (PT) quanto Pimenta da Veiga (PSDB) fizeram campanha ontem junto de seus padrinhos políticos e candidatos à Presidência da República, na tentativa de conquistar votos no estado que é o segundo maior colégio eleitoral do país. Fernando Pimentel participou de carreata em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com a presidente Dilma Rousseff (PT), que tenta a reeleição. Por causa da faringite, Pimentel não fez pronunciamentos nem deu entrevistas.

Já Pimenta da Veiga acompanhou o candidato à Presidência por seu partido, o senador Aécio Neves (PSDB), em carreata em Betim e Contagem, também na região metropolitana. Pimenta voltou a atacar o PT. “O mineiro tem duas opções: seguir com o governo transformador que está dando certo ou eleger o PT. O PT dos escândalos, o PT da incompetência, o PT de uma economia parada, o PT que tem feito tanto mal ao Brasil”, disse o tucano.

Pimenta fez uma conjectura para voltar a atacar o partido adversário. “Imagine entregar a Cemig e a Copasa ao PT. Eles vão fazer aqui o que fizeram na Petrobras”, afirmou, em referência aos escândalos que atingem a estatal do governo federal.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade