Publicidade

Estado de Minas

Aécio e Dilma fazem campanha na Região Metropolitana de Belo Horizonte nesta segunda

Candidatos estão de olho nos eleitores mineiros, que compõem o segundo maior colégio eleitoral do país


postado em 22/09/2014 06:00 / atualizado em 22/09/2014 11:34

(foto: Orlando Brito (PSDB) /] Maurício Lima)
(foto: Orlando Brito (PSDB) /] Maurício Lima)

Dois dos principais candidatos à Presidência da República voltam hoje a Minas Gerais para fazer campanha na Região Metropolitana de Belo Horizonte, que concentra boa parte do eleitorado do estado. Pela manhã, o senador Aécio Neves (PSDB) faz uma carreata em Betim e, na hora do almoço, segue para fazer o mesmo em Contagem. Já a presidente Dilma Rousseff (PT) escolheu Ribeirão das Neves para fazer uma caminhada no meio da tarde. Na reta final de campanha, o segundo colégio eleitoral do país se tornou prioridade para os presidenciáveis, já que o vencedor no estado conseguirá uma boa vantagem para se firmar campeão também nacionalmente.


Aécio vem reforçar a campanha do ex-ministro das Comunicações Pimenta da Veiga (PSDB) e Dilma acompanha o candidato do PT ao governo, o ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Fernando Pimentel. No fim de semana, Aécio já havia concentrado suas ações em Belo Horizonte e no Vale do Aço, onde fez carreatas em Ipatinga, Coronel Fabriciano e Timóteo. Dilma chegou a ter uma pré-agenda prevista para São João del-Rei, mas o evento nem chegou a ser anunciado andes de ser cancelado.

Ontem, Aécio visitou o Centro de Tradições Nordestinas Luiz Gonzaga, em São Cristóvão, no Rio de Janeiro, com direito até a cantar um repente. Ao lado do cantor Fagner, considerado padrinho da feira, e do candidato a vice-governador do Rio, Francisco Dornelles (PP), o tucano prometeu, se eleito, cuidar da desburocratização das pequenas e microempresas. Ele aproveitou a visita para pedir a bênção de Padre Cícero no museu Canto da Religiosidade, em homenagem ao padroeiro. “Me ajuda”, pediu o candidato.

O tucano criticou o candidato a vice na chapa de Marina Silva (PSB), Beto Albuquerque, por, segundo ele, contradizer a ex-senadora e mirou, mais uma vez, as “incongruências” da socialista. “Suas propostas ao agronegócio não são pra valer. Seu vice ontem (sábado) mesmo fez uma referência à necessidade de aumentar o desmatamento no Centro-Oeste, contrariando o que ela tem dito, que sua meta é de desmatamento zero”, afirmou.

Em Manaus (AM), Marina retomou seu discurso de ambientalista e acusou o governo Dilma Rousseff de “dar passos para trás” e se omitir no esforço global feito para preservação do meio ambiente. Segundo a candidata, depois de 10 anos, o desmatamento voltou a crescer. “Vamos investir em energia limpa e renovável para que o Brasil possa ser o país da economia de baixo carbono”, prometeu. Ao comentar sua situação confortável nas últimas pesquisas eleitorais, Marina disse que o Brasil está mostrando que “para ganhar uma eleição não é preciso a velha estrutura de dinheiro e alianças incoerentes”.

Dilma não teve agenda de campanha, mas deu entrevista no Palácio da Alvorada na qual negou que haja sucateamento no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A petista classificou de “banal” a falha no cálculo da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios (Pnad) que levou à divulgação errada de dados sobre desigualdade no país, mas não quis apontar culpados. Ela disse que a permanência da presidente do IBGE, Wasmália Bivar, no cargo vai depender do resultado das sindicâncias que apuram o caso. “Não julgo ninguém antes das provas, mas a decisão a respeito do conforto (de permanecer ou não no cargo) é dela. Se se caracterizar qualquer falta, é óbvio que ela não pode ficar no cargo”, afirmou Dilma.

A petista também falou de inflação. Segundo Dilma, o aumento de preços deve ser freado a partir de novembro. “A inflação tenderá ao centro da meta (4,5%) a partir de novembro, dezembro. Essa é a expectativa”, disse. Hoje à noite, a presidente segue para Nova York para participar da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU). (Com agências)

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade