Publicidade

Estado de Minas

Denunciados em esquema da Petrobras não vão a desfile em Brasília


postado em 07/09/2014 10:07 / atualizado em 07/09/2014 13:29

A presidente Dilma Rousseff participou neste domingo do desfile do Sete de Setembro na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. No palanque tomado por autoridades, notou-se a ausência de pessoas supostamente beneficiadas pelo esquema de desvio de verbas na Petrobras, segundo teria revelado o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa em depoimento à Policia Federal e ao Ministério Público.

Não estava presente o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB AL) que, segundo revelou o Estadão na tarde da última sexta feira, foi citado por Costa. Também não foi è comemoração cívica o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão que, segundo a revista Veja, também teria sido mencionado.

O governo montou um esquema de segurança para o desfile do Sete de Setembro que também serviu para minimizar o risco de vaias. O Rolls Royce no qual a presidente Dilma Rousseff chegou foi precedido por um grupo de motocicletas com as sirenes ligadas. Além disso, a estrutura física dos palanques mantém o público mais distante. O palanque presidencial fica blindado, nas laterais, pela instalação de "camarotes vip". O acesso por trás foi fechado pelo esquema de segurança. À frente, estavam os palanques da imprensa e mais um para convidados, cercados por tapumes que impedem a chegada de pessoas a um raio de aproximadamente 50 metros.


Publicidade