Publicidade

Estado de Minas

Em Santa Catarina, apenas PPL aposta em imagem de Marina


postado em 01/09/2014 14:37 / atualizado em 01/09/2014 15:40

Desde o ingresso de Marina Silva na corrida pela Presidência da República, após a morte de Eduardo Campos, em 13 de agosto, alguns candidatos tentam ligar sua imagem às próprias campanhas eleitorais. Em Santa Catarina, porém, poucos aspirantes aos cargos públicos buscaram essa via e preferiram manter o discurso, em geral, sobre Saúde, Educação e Segurança. Uma das exceções foi Janaína Deitos, que disputa o governo do Estado pelo PPL. Com enfoque principalmente na área da Saúde, a candidata, que leva o número 54, finalizou seu programa dizendo que vai "fazer isso junto com a Marina Silva na Presidência".

Já a principal figura do PSB em Santa Catarina, Paulo Bornhausen, candidato ao Senado, não usou a imagem de Marina em sua campanha, assim como os deputados do Partido Verde, antiga filiação da presidenciável pelo PSB, que optaram por usar a imagem do atual governador e candidato à reeleição, Raimundo Colombo.

Por outro lado, a presidente Dilma Roussef esteve presente em duas campanhas. Claudio Vignatti, aspirante ao governo, e Milton Mendes, candidato ao Senado, ambos pelo PT, homenagearam Dilma e fizeram questão de ressaltar a importância de fazer o intermédio entre a administração estadual e o governo federal.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade