Publicidade

Estado de Minas

Maioria do TSE vota a favor da criação do partido PROS


postado em 10/09/2013 20:52

A maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) votou nesta terça-feira a favor da criação do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), fundado no dia 4 de janeiro de 2010. O julgamento foi suspenso por um pedido de vista da ministra Luciana Lóssio.

No pedido de registro feito ao TSE, o partido informou ter cumprido todas as exigências da Justiça Eleitoral, como o número de assinaturas mínimas de apoiadores em nove estados. O PROS pediu ao tribunal que a legenda seja identificada com o número 90. O partido conseguiu reunir mais de 515 mil assinaturas. Se o registro for aprovado, o Brasil terá 31 partidos registrados no TSE.

No julgamento, votaram a favor da criação do partido os ministros Laurita Vaz, Henrique Neves, Castro Meira, Gilmar Mendes e Cármem Lúcia. A ministra Luciana Lóssio pediu vista do processo para analisar a documentação do partido. O ministro Dias Toffoli preferiu aguardar a retomada do julgamento para votar.

De acordo com o site do partido na internet, a legenda teve origem em Planaltina de Goiás (GO), região do entorno do Distrito Federal. A principal proposta é a redução de impostos. “Atualmente as altas cargas tributárias têm atrasado o desenvolvimento do Brasil e causado uma grande injustiça social, pois as pessoas com menos renda, proporcionalmente, são as que mais pagam impostos e consequentemente são as mais prejudicadas”, diz o presidente do PROS, Eurípedes Júnior.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade