Publicidade

Estado de Minas

Câmara pedirá retirada de dois vetos, diz Chinaglia

Ele reconheceu que o governo deve ser derrotado na votação de veto sobre a compensação a Estados e municípios por desonerações com tributos federais


postado em 20/08/2013 14:25 / atualizado em 20/08/2013 15:02

O líder do governo na Câmara, Arlindo Chinaglia, afirmou nesta terça-feira, 20, que os deputados pedirão a exclusão de dois vetos da pauta da sessão do Congresso à noite. Segundo ele, o pedido de retirada do veto ao fim da multa adicional de 10% do FGTS paga pelas empresas sobre demissões sem justa causa e do veto a itens da Medida Provisória 610 será feito em nome de toda a Câmara. Chinaglia disse que a oposição concordou com a retirada pelo fato de os dois temas ainda não estarem trancando a pauta. "Houve unanimidade. Será um apelo da Câmara", disse.

Ele reconheceu que o governo deve ser derrotado na votação de veto sobre a compensação a Estados e municípios por desonerações com tributos federais. "Minha avaliação é de que nós não teremos condições de reverter a maioria, que parece consolidada na Câmara, pela derrubada do veto". Ele reiterou que, caso se confirme a derrota, o governo deve recorrer ao Judiciário.


Publicidade