Publicidade

Estado de Minas

Patrus faz caminhada pelo aglomerado Cabana do Pai Tomás

Canditado petista busca votos junto à população da periferia de Belo Horizonte. Amanhã, Patrus visita o Crea-MG para ver estudos sobre mobilidade urbana e construção civil.


postado em 22/07/2012 14:00 / atualizado em 22/07/2012 16:30

Patrus fez campanha neste domingo no Bairro Cabana, na Região Oeste de Belo Horizonte(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Patrus fez campanha neste domingo no Bairro Cabana, na Região Oeste de Belo Horizonte (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)


O candidato da coligação “Frente BH Popular”, o ex-ministro Patrus Ananias (PT) participou de uma caminhada na manhã deste domingo pelo aglomerado Cabana do Pai Tomás, Região Oeste de Belo Horizonte. Durante quase uma hora, ele fez corpo a corpo com eleitores enquanto percorria a Avenida Independência acompanhado do vice da chapa, o ex-deputado Aloísio Vasconcelos, do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Fernando Pimentel, deputados e vereadores.

A campanha petista pela prefeitura de Belo Horizonte dá prioridade à periferia, onde o candidato possui maioria das intenções de voto. No entanto, o candidato reforça a necessidade de votos de todas as classes sociais e a intenção de discutir com toda a comunidade os problemas da capital. “Queremos votos de todas as classes sociais. Vamos dialogar com todos, mas com um olhar mais atento para os mais pobres e aqueles que precisam da ação do poder público”, afirma Patrus, que foi o titular da pasta responsável pelo Bolsa-Família no governo Lula.

Para buscar votos na Zona Sul de BH, Aluísio Vasconcelos vai ter uma presença mais forte para buscar eleitores. Na manhã de segunda-feira, o candidato petista visita o Conselho Regional de Engenharia de Minas Gerais (Crea-MG) para ver os estudos sobre mobilidade urbana e construção civil elaborados pelo órgão para subsidiar seu programa de governo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade