Publicidade

Estado de Minas

Aloysio é confirmado relator da Comissão da Verdade


postado em 10/10/2011 20:07

Agora é oficial. O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) será o relator, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), do projeto de lei que cria a Comissão da Verdade - destinada a apurar violações de direitos humanos ocorridas no período da ditadura militar. A indicação, que teve o apoio do PT, foi confirmada no final da tarde desta segunda pelo presidente da CCJ, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Nunes disse que pretende entregar o seu relatório e o parecer sobre o projeto de lei na próxima quarta-feira. "Vou trabalhar intensamente para entregar tudo ao presidente da Comissão de Justiça na quarta-feira. Não sou de segurar nenhum projeto", afirmou.

O senador também adiantou que considera bom o texto do projeto, apresentado ao Congresso pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Contou que chegou a debater o assunto com Nelson Jobim, quando ele ainda ocupava o cargo de ministro da Defesa.

Para o senador tucano, o projeto dá continuidade a uma série de medidas de resgate da verdade no País. "O tema não constitui nenhuma novidade para o meu partido, o PSDB. A Comissão da Verdade se insere num processo amplo do qual faz parte a Comissão Especial Sobre Mortos e Desaparecidos Políticos, instituída em 1995, no governo de Fernando Henrique Cardoso."

A indicação de Aloysio já era dada como certa. Mesmo sem ter sido oficializado no cargo, ela já vinha reunindo informações e debatendo o tema com especialistas. Na sexta-feira recebeu familiares de mortos e desaparecidos em seu escritório político, em São Paulo. Ontem à tarde conversou com o advogado Belisário dos Santos Júnior, que foi secretário de Justiça do Estado de São Paulo no governo de Mário Covas.

Aloysio também já se reuniu com o procurador regional da República Marlon Alberto Weichert, de São Paulo, cuja atuação principal tem sido na área de defesa e promoção dos direito humanos.


Publicidade