Publicidade

Estado de Minas TRANSFORMANDO VIDAS

Programa aproxima candidatos e empresas

Senac investe no Rede de Carreiras para cadastro gratuito de vagas e currículos em todo o país


Senac MG
Conteúdo patrocinado
Senac MG
postado em 19/10/2018 15:56 / atualizado em 19/10/2018 19:39

Funcionários da Seris Serviços se preparam para lidar com a inclusão por meio do Rede de Carreiras(foto: Seris/Divulgação)
Funcionários da Seris Serviços se preparam para lidar com a inclusão por meio do Rede de Carreiras (foto: Seris/Divulgação)
Que os brasileiros estão sofrendo com o desemprego não é novidade. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em setembro, eram 12,7 milhões de pessoas sem emprego no país. O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac),  além dos cursos ofertados, desde 2014 divulga, gratuitamente, currículos e vagas por meio do programa Rede de Carreiras, para fazer a diferença no mercado de trabalho.

O site possibilita o cadastro de currículos de candidatos de todo o país com os mais diversos perfis profissionais, incluindo jovens aprendizes, pessoas com deficiência e reabilitados. Da mesma forma, a divulgação de vagas também é aberta a empresas de vários segmentos."Nesses mais de 70 anos do Senac, sempre existiu uma preocupação com a empregabilidade. Por muitos anos, tivemos um banco de oportunidades disponibilizando currículos de alunos e ex-alunos. Há quatro anos, criamos o Rede de Carreiras que ampliou o atendimento para outros profissionais", explica Ana Roberta da Cruz, coordenadora do programa. "É muito simples.

O candidato entra no site, cria uma senha, preenche os dados e tem acesso às vagas que se encaixam em seu perfil. Ele pode também cadastrar seus dados e montar seu currículo, que  pode ser baixado em PDF. No caso da empresa, ocorre da mesma maneira. Após o cadastro, ela receberá os currículos que se encaixam nas vagas pendentes”, esclarece a coordenadora.

EMPREENDEDOR

Cresci bastante dentro do Senac, consegui estágios e, após me formar, uma empresa, por meio do portal, se interessou pelo meu currículo e me contratou - Marco Antônio Silva, dono da VPC Informática, que hoje utiliza o canal para contatar profissionais para seu empreendimento(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Cresci bastante dentro do Senac, consegui estágios e, após me formar, uma empresa, por meio do portal, se interessou pelo meu currículo e me contratou - Marco Antônio Silva, dono da VPC Informática, que hoje utiliza o canal para contatar profissionais para seu empreendimento (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Marco Antônio Silva é prova da eficiência do programa. Ele cursou técnico em informática, conseguiu um estágio por meio do site do programa e, mais tarde, foi contratado graças ao Rede de Carreiras. "Estava com 15 anos quando desisti de ser jogador de futebol e minha mãe comentou sobre os cursos do Senac. Interessei-me e fiz matrícula para informática. Cresci bastante dentro do Senac, consegui estágios e, após me formar, uma empresa, por meio do portal, se interessou pelo meu currículo e me contratou."

Marco conta que sempre teve ajuda dos professores para tomar decisões sobre a carreira. "Mesmo trabalhando, quis abrir uma empresa de informática. No período, trabalhava e fazia alguns serviços por conta própria nos fins de semana. Fui ganhando confiança e percebi que já tinha conhecimento suficiente para montar minha empresa. Com 20 anos, criei a VPC Informática”, diz orgulhoso. Com o crescimento da demanda, Marco precisou contratar profissionais para ajudá-lo no trabalho. “Não estava dando conta, pois tinha muitos pedidos. Então, decidi procurar o Rede de Carreiras para buscar profissionais adequados. Nada mais justo eu ir onde tudo começou", explica. Para ele, o Rede de Carreiras foi fundamental para chegar ao sucesso de hoje. "Tudo o que eu sou devo ao Rede de Carreiras, pois lá foi meu pontapé inicial."

Além de divulgar as vagas, o Senac promove palestras e projetos para ajudar a empresa a desenvolver uma cultura de inclusão que vá além das cotas. O Rede de Carreiras, com o RH da empresa, desenvolve um projeto para que cada setor também seja incluído no processo de sensibilização. Lorena Araújo, coordenadora de RH na empresa Seris Serviços Técnicos Industriais, conta que o programa foi muito importante. "Estava elaborando um projeto de inclusão consciente, porém estava tendo vários problemas na implantação, resistência dos envolvidos, dificuldade em selecionar pessoas etc. O Rede de Carreiras ajudou", relata.

LIDERANÇAS

Outra empresa que iniciou o projeto é a Programa Feedback, que atua na prestação de serviços de produtos e merchandising. "Eu já conhecia o Rede de Carreiras. Entrei em contato, participamos de palestras sobre a inclusão de pessoas com deficiência e os desafios de ser uma empresa inclusiva", conta Fabiano Borges, gerente de RH da Feedback. Além das palestras, ocorreram visitas, elaboração de manual e a discussão de como as empresas inclusivas conseguem atrair mais clientes."Foi discutido como sensibilizar as lideranças da empresa para que a inclusão ocorra, pois uma empresa nesse padrão atrai mais clientes, principalmente aqueles com deficiência. Também conversamos sobre como elaborar uma logomarca e um manual inclusivo (que ainda não terminamos). Pegamos como exemplo o da Seris, que já concluiu o projeto com o Rede de Carreiras, e pretendemos adaptá-lo para as particularidades da nossa empresa", explica.

Ana Roberta ressalta que o programa procura dar uma visão mais ampla do que é inclusão na prática."Preocupamos em cumprir  a lei, mas também preparamos a empresa para derrubar barreiras que encontra para se tornar inclusiva”, frisa. Mesmo com o projeto não concluído, Fabiano percebeu uma melhoria em relação às contratações de PCDs. “Conseguimos mais indicações de pessoas com deficiência, isso já conta como um resultado positivo para a Feedback", diz.

Já Lorena Araújo, da Seris Serviços, que concluiu o programa, vê o Rede de Carreiras como uma possibilidade de crescimento não só econômico, mas social."Hoje, a Seris ultrapassa o número de cota de deficiente. Contratamos por competência porque temos uma equipe preparada para receber pessoas diversas, analisando sua eficiência", ressalta."O trabalho do Rede de Carreiras é um direcionamento para a empresa que quer se tornar inclusiva porque infelizmente vivemos em um país que não é inclusivo. Então, vimos ali uma consultoria de excelência", conclui.

Mais próximo do mercado

Além do Rede de Carreiras, o Senac realiza eventos no estado para unir aqueles que buscam uma colocação no mercado e empresas que oferecem vagas. É uma oportunidade também para a preparação de candidatos, com palestras sobre entrevistas, currículo etc.

Senac, Mercado & emprego

Em 2017: cinco edições no estado, com 8 mil participantes e 1.200 vagas


Publicidade