Publicidade

Estado de Minas Brasil

Responsabilidade no combate à pandemia


02/10/2021 04:00




Humberto Schuwartz Soares
Vila Velha – ES

“Em recente declaração, o ministro Gilmar Mendes, sobre a participação do STF na pandemia, afirmou: ‘Eu até estimo que se não fosse a ação do Supremo não teríamos chegado a apenas 600 mil mortos, nós teríamos chegado a muito mais’. O governo federal quis atuar no combate ao coronavírus, mas foi impedido, não podia, pois o SUS, segundo Gilmar, tem uma estrutura tripartite e quem executa as atividades básicas são os estados e municípios. Quanto às vacinas, tão logo aprovadas pela Anvisa, foram adquiridas. Ficou estabelecida a restrita atuação do governo a adquirir vacinas e prover de recursos financeiros os estados e municípios para aquisição de respiradores e produtos correlatos. Assim, ficou nítido que o governo não podia atuar no combate à COVID-19 por ser da competência dos governadores e prefeitos, mas o presidente é tido como genocida pela CPI da COVID e por uma parcela de brasileiros, apontado como culpado por todas as vítimas da pandemia, embora o combate seja função dos governadores e prefeitos.”

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade