UAI
Publicidade

Estado de Minas LATROCÍNIO

Economista é morto após marcar programa com dois homens em Vila Velha, ES

Raul Bussolotti, de 41 anos, foi assassinado em seu apartamento; dois homens, um de 18 e outro de 21 anos, confessaram o crime, segundo a PM


24/01/2022 22:10 - atualizado 24/01/2022 22:10

economista
Corpo de Raul Bussolotti foi encontrado nu em um dos quartos, em cima da cama, e coberto parcialmente com um lençol (foto: Arquivo pessoal)
O economista Raul Bussolotti, de 41 anos, foi assassinado em seu apartamento em Vila Velha (ES), na Grande Vitória, na madrugada de domingo (23/1), após marcar um programa pela internet. Dois homens, um de 18 e outro de 21 anos, foram presos depois de executarem a vítima a tesouradas. O crime aconteceu no Bairro Santa Paula I, dentro de um condomínio da região.
 
"Os dois indivíduos disseram que estavam há dois dias na residência e foram contratados por meio de um site para fazer programa com o morador. Eles também afirmaram que estavam usando drogas e houve uma discussão, quando o morador foi atingido com golpes de tesoura", informou a PM em nota. As informações são do portal de notícias "G1".
 
Ainda conforme a reportagem, a Polícia Militar disse que, no momento da prisão, os dois homens estavam fugindo em um carro de aplicativo com vários pertences da vítima. Ambos confessaram o crime.
 
O carro entrou na frente dos policiais, e o porteiro pediu que os militares seguissem o automóvel, pois este pegaria uma passageira na residência.
 
"Os militares acompanharam o veículo e, ao chegar na casa, saíram dois indivíduos e entraram no imóvel, fechando o portão rapidamente. Questionados se havia alguma festa no local, os indivíduos informaram que já tinha acabado, e o proprietário estava dormindo", informou a PM.  
 
Os militares retornaram à portaria, e o porteiro disse que a síndica alegou ter escutado gritos de socorro de um dos apartamentos. Logo, os policiais retornaram e encontraram dentro do automóvel duas televisões, de 32 e 41 polegadas, um videogame, dois celulares, uma réplica de revólver e uma bolsa com alimentos perecíveis, além de objetos pessoais do economista.
 
Acompanhados da síndica, os militares entraram no imóvel e viram vários objetos espalhados e sangue no chão da sala. O corpo de Raul Bussolotti foi encontrado nu em um dos quartos, sobre a cama, e coberto parcialmente com um lençol. Havia várias lesões no pescoço e uma tesoura ao lado do corpo.
 
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado. No entanto, antes da chegada da ambulância, uma enfermeira vizinha verificou que Raul já estava morto.
 
Os autores foram conduzidos à Delegacia Regional de Vila Velha, autuados em flagrante pelo crime de latrocínio e encaminhados ao centro de triagem do Complexo Penitenciário de Viana.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade