UAI
Publicidade

Estado de Minas VÍDEO

Aos berros, mulher dá bolsadas e se recusa a usar máscara em supermercado

Nervosa, ela chegou a dar bolsadas em outra pessoa que fazia compras no supermercado em Brasília


02/01/2022 10:38 - atualizado 02/01/2022 11:10

Reprodução de vídeo mostra momento que mulher dá bolsada em outra cliente do supermercado
Reprodução de vídeo mostra momento que mulher dá bolsada em outra cliente do supermercado (foto: Reprodução/Redes sociais )
Agressiva e com tom de voz alterado, uma mulher se recusou a colocar máscara de proteção facial dentro de um supermercado localizado na 308 da Asa Sul, em Brasília. O caso aconteceu na última quinta-feira (30/12), e os funcionários se posicionaram pedindo que a moça colocasse o equipamento de proteção.

Contrariada, a cliente queria passar as compras sem o adereço de qualquer maneira. Nesse momento, uma outra cliente começou a gravar a confusão e, aos berros, a mulher disse que estava saudável e que não teve contato com o novo coronavírus.

“Na minha família ninguém teve COVID-19 e muita gente morreu por aí e ninguém sabe o que foi. Estou, eu vou continuar sem máscara”, disse, após ser questionada pela mulher que registrou o momento. O vídeo rapidamente se espalhou nas redes sociais. Confira na íntegra: 



Mas não parou por aí. Em seguida, ela parte para cima de outra cliente e a agride com bolsadas quando percebe que está sendo filmada. Neste momento, outra pessoa ameaça chamar a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e a mulher não se intimida. “Pode chamar quem quiser”, falou.

Desde novembro de 2021, a obrigatoriedade do uso de máscaras foi retirada somente em ambientes abertos pelo governo do Distrito Federal (GDF). O uso da proteção facial em razão da pandemia da COVID-19 continua em locais fechados, como supermercados, restaurantes, shoppings e transportes públicos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade