UAI
Publicidade

Estado de Minas RECEPTAÇÃO

Influencer com 50 mil seguidores é preso por vender iphone roubado

Segundo as investigações, o blogueiro comprava os celulares produtos de crime, desmontava e colocava as peças em Iphones de clientes. Ele também vendia os Iphones roubados


23/11/2021 16:53

Loja de iphones
No interior do estabelecimento, foram apreendidas ferramentas utilizadas para o desmonte dos aparelhos (foto: PCDF/Divulgação )
Um blogueiro do Distrito Federal com 50 mil seguidores no Instagram acabou preso acusado de compra e venda de telefones celulares roubados ou furtados. O homem, de 36 anos, é dono de uma banca Iphones na Feira dos Importados. De acordo com as investigações, ele adquiria os aparelhos, revendia ou retirava as peças e usava para fazer reparos nos telefones de clientes. 

Os investigadores da 10ª Delegacia de Polícia (Lago Sul) apreenderam 19 celulares da marca Apple na banca. No interior do estabelecimento, foram apreendidas ferramentas utilizadas para o desmonte dos aparelhos, além de centenas de componentes eletrônicos retirados dos celulares receptados e inseridos em aparelhos danificados.

De acordo com a apuração policial, o empresário praticava esse tipo de crime há, pelo menos, dois anos, e chegava a faturar entre R$ 1,5 mil a R$ 2 mil em cada venda efetuada. A operação que resultou na prisão dele foi batizada Operação Maçã Pobre. 

Prisão

Com quase 50 mil seguidores no Instagram, o empresário mantinha a banca desde 2011. A loja, inclusive, acumula 104 mil seguidores nas redes sociais. O homem foi preso no Gama, no momento em que recebia celulares em uma agência dos Correios. Ele responderá por receptação qualificada, com pena de três a oito anos de reclusão, além de multa.

A Polícia Civil do Distrito Federal recomenda cautela na aquisição de celulares com valor abaixo do de mercado ou sem confirmação de procedência. Quem despreza esses cuidados, fomenta diretamente a prática de crimes contra o patrimônio (roubos e furtos), uma vez que este tipo de crime só ocorre porque há um mercado consumidor. E mais: quem adquire o produto roubado ou furtado também pode ser autuado por receptação.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade