UAI
Publicidade

Estado de Minas VIRALIZOU

Após desentendimento em São Paulo, casal mineiro segue viagem com coelho

Alfredo e os tutores partiram de São Paulo, onde ocorreu o desentendimento, para Dublin, capital da Irlanda


20/11/2021 21:39 - atualizado 20/11/2021 22:08

O coelho Alfredo e o casal mineiro viajante
Casal em conexão em Amsterdã, na Holanda, após 'perrengue' em São Paulo (foto: Reprodução/Instagram Pé na estrada de Jeep)
Após um desentendimento na última quinta-feira (18/11), um casal de Minas Gerais conseguiu embarcar em um voo no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Os passageiros queriam embarcar com o coelho, Alfredo, a bordo, mas a companhia aérea KLM, em um primeiro momento, barrou a viagem com o animal de estimação.

Jorge Phillipe Guadalupe, um dos tutores do coelhinho, utilizou as redes sociais para informar o êxito em embarcar com o animal a bordo. O casal e o coelho conseguiram sair de São Paulo nessa sexta-feira (19/11) e, antes de chegar ao destino final, Dublin, capital da Irlanda, fizeram uma conexão em Amsterdã, na Holanda, de onde atualizaram a situação hoje.

"Olá pessoal! Aqui é o Alfredo, pedi para o papai escrever essa mensagem para mim. Estou muito feliz com todas as mensagens que estamos recebendo e todas as demonstrações de carinho e afeto! Quero dizer que estou bem, estou muito feliz por sinal, ganhei diversas frutas durante a viagem, estou agora aguardando com papai e mamãe o próximo vôo! Assim que eu chegar na Irlanda avisarei! Lambidinhas para todos vocês!", publicou o casal nas redes sociais, em tom descontraído.

A tentativa do casal em embarcar com o coelho foi filmada e divulgada nas redes sociais. Nessa sexta-feira (19), o vídeo viralizou e motivou um posicionamento por parte da empresa. O casal tinha autorização para embarcar com o animal, mas foi barrado pelos funcionários e se iniciou uma discussão com troca de palavrões, ameaças e agressões físicas.



"Devido a um equívoco interno da companhia, o transporte excepcional do animal na cabine da aeronave, com base em uma decisão judicial, não foi comunicado à tripulação do voo com antecedência", diz trecho de nota emitida pela KLM.

"Ao contrário de cães e gatos, animais roedores não podem ser transportados na cabine da aeronave por razões de segurança, motivo pelo qual os passageiros não puderam embarcar no voo da KLM desta quinta-feira (18/11) em São Paulo com seu coelho", completa.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade