Publicidade

Estado de Minas EXPERIÊNCIA BEM-SUCEDIDA

Mortes por Covid caem 95% após vacinação em massa em Serrana (SP)

Quantidade de casos sintomáticos caiu 80%; estudo foi realizado pelo Instituto Butantan


31/05/2021 09:35

Estudo do Butantan começou em fevereiro(foto: Governo de São Paulo/Divulgação)
Estudo do Butantan começou em fevereiro (foto: Governo de São Paulo/Divulgação)


A vacinação em massa dos moradores da cidade de Serrana, no interior de São Paulo, reduziu em 95% as mortes por Covid-19 e em 86% as internações pela doença, informou o estudo feito pelo Instituto Butantan e divulgado com exclusividade pelo "Fantástico" na noite deste domingo (30).

Além disso, a quantidade de casos sintomáticos caiu 80%.


Outro ponto da pesquisa mostrou que os resultados positivos começaram a aparecer duas semanas após a aplicação da segunda dose em 50% da população. Mas, os melhores resultados foram atingidos quando 75% dos moradores estavam imunizados.

Os resultados da imunização em massa começaram a ser sentidos entre o fim de março e o início de abril. Em março, a cidade fechou o terceiro mês do ano com 699 casos e 20 mortes por Covid-19. Já em abril, mês mais mortal da pandemia no país conforme os dados oficiais, foram 215 contaminações confirmadas e seis mortes.

Os números ainda foram comparados com 15 cidades vizinhas, que mantiveram seus índices altos durante todo o período.

Quando analisados os números do Brasil, apenas 10% da população já completou o ciclo vacinal com duas doses, sendo que 21% dos cidadãos tomaram a primeira dose.

O país usa, além da CoronaVac, que é da Sinovac Biotech em parceria com o Butantan, a Vaxzevria, da Universidade de Oxford/AstraZeneca (e que tem produção da Fundação Oswaldo Cruz), e a Cominarty, da Pfizer/BioNTech. (ANSA).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade