Publicidade

Estado de Minas EM BRASÍLIA

Morre, aos 88 anos, o arquiteto Carlos Magalhães

O arquiteto conduziu importantes obras como o Cine Brasília e os anexos dos Ministérios. Ele foi genro de Oscar Niemeyer


29/05/2021 18:27 - atualizado 29/05/2021 18:51

Segundo enteada, Magalhães morreu em decorrência do estouro de uma hérnia(foto: CB/DA Press)
Segundo enteada, Magalhães morreu em decorrência do estouro de uma hérnia (foto: CB/DA Press)


O arquiteto Carlos Magalhães morreu, aos 88 anos, neste sábado. Um dos mais importantes profissionais da área do país, ele foi genro de Oscar Niemeyer e era ex-marido de Anna Maria, única filha de Oscar. 

A informação foi confirmada por Ana Lúcia Niemeyer, enteada de Carlos. “Tenho muitas lembranças boas com ele. Carlos foi meu padrasto, mas o considero meu pai, até o chamava de pai. Vou sempre me lembrar de sua braveza, mas, ao mesmo tempo, também que sempre foi muito carinhoso comigo”.

Segundo Ana Lúcia, Carlos faleceu em decorrência do estouro de uma hérnia. “Há uns 8 meses, ele caiu e quebrou o ombro, ficou internado e chegou até a pegar COVID-19, mas se recuperou e voltou pra casa. Agora, há uns dois dias atrás deu esse problema na hérnia e ele não aguentou.”

Carlos chegou a Brasília em 1959, após a construção da capital, o arquiteto foi responsável por conduzir importantes obras da cidade, como o Cine Brasília e os anexos dos Ministérios.

Morou quase a vida toda na cidade que ajudou a construir e fazia questão de defendê-la. “Meu padrasto deixou um legado importante de luta desta cidade. Ele lutou bravamente por Brasília até o fim”, conta a neta de Oscar Niemeyer.

Até a última atualização deste texto, a família ainda não tinha informações do enterro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade