Publicidade

Estado de Minas 'MARIDO COM MARIDO'

Homofobia: vereador ofende Paulo Gustavo um dia antes da morte do ator

'Não sei como fala essa porcaria', disse Donaldo Seling (Cidadania), durante sessão realizada na Câmara Municipal de Maripá (PR)


05/05/2021 10:00 - atualizado 05/05/2021 13:09

'Não sei como fala essa porcaria, do tanto que odeio isso'(foto: Reprodução/Twitter)
'Não sei como fala essa porcaria, do tanto que odeio isso' (foto: Reprodução/Twitter)
Um dia antes da morte do ator Paulo Gustavo, que faleceu na noite dessa terça-feira (5/5), o vereador de Maripá (PR), Donaldo Seling (Cidadania), insultou o artista e a família dele.

O comediante morreu por complicações da COVID-19, depois de 53 dias de internação no Hospital Copa Star, no Rio de Janeiro. Os ritos fúnebres, cujos detalhes ainda não foram divulgados, devem ocorrer no Theatro Municipal da capital carioca.

Em vídeo que circula nas redes sociais, Seling aparece disparando ofensas homofóbicas contra Paulo Gustavo e o marido dele, o médico Thales Bretas.



“Estamos tendo um desentendimento, na minha opinião. Esta coisa moderna não serve para mim: um é marido e o outro é marido também, não podemos pregar esse tipo de coisa. Tem que saber quem seria a mulher dos dois, para poder agradecer no dia dos pais. Quem é a mãe das duas?", debochou. 

Recorrendo ao discurso religioso, o parlamentar se refere ao casal como "porcaria". 

“Não podemos perder o que há no coração de uma mãe, o que há de mais bonito de uma família unida: pai e mãe, não marido com marido ou marida com marida. Não sei como fala essa porcaria, do tanto que odeio isso. Então é triste você ver falar. Eu sou da época que homem é homem e mulher é mulher”.

Questionado nas redes sociais, o partido Cidadania não ainda não se manifestou sobre o episódio. 

Pastor homofóbico

Enquanto ainda lutava pela sobrevivência, Paulo Gustavo também foi alvo de homofobia e hostilidades afins. Em 16 de abril, o pastor José Olímpio, da Assembleia de Deus de Alagoas, gerou revolta na internet ao insinuar que torcia para que o ator morresse. 

Olímpio compartilhou no Instagram uma piada feita pelo comediante, a qual considera ofensiva aos cristãos. Na legenda, escreveu:

“Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade