Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Sputnik pede para Anvisa aprovar uso emergencial: 'Sem tempo a perder'

De acordo com o perfil da vacina, salvar vidas é 'mais importante do que barreiras políticas'


26/04/2021 19:01 - atualizado 26/04/2021 19:13

Desenvolvida pelo Centro Gamaleya, estatal russa, a vacina demonstrou eficácia de 97,6% contra a COVID-19(foto: SPUTNIK V/Reprodução)
Desenvolvida pelo Centro Gamaleya, estatal russa, a vacina demonstrou eficácia de 97,6% contra a COVID-19 (foto: SPUTNIK V/Reprodução)
O perfil no Twitter da vacina Sputnik V, produzida na Rússia, pediu, nesta segunda-feira (26/4), que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorize o uso emergencial do imunizante no Brasil

“Prezada Anvisa, não temos tempo a perder – deixe-nos começar a salvar vidas no Brasil. Juntos. A Sputnik V foi autorizada em 61 países com uma população de mais de 3 bilhões de pessoas”, pediu.

Em seguida, o perfil afirmou que o “México, Argentina, Hungria e outros compartilharam publicamente dados de que a Sputnik V é a escolha mais segura”.

Ainda de acordo com o perfil da vacina, salvar vidas é "mais importante do que barreiras políticas". "Juntos somos mais fortes!”, concluiu a empresa.


Eficácia de 97% 


Desenvolvida pelo Centro Gamaleya, estatal russa, a vacina demonstrou eficácia de 97,6% contra a COVID-19. 

Os números estão baseados em uma análise feita com 3,8 milhões de pessoas. Do total de vacinados entre 5 de dezembro de 2020 a 31 de março de 2021, a taxa de infecção a partir do 35º dia após a primeira dose foi de apenas 0,027%. 

Os dados preliminares foram divulgados pelo Centro de Pesquisa Gamaleya e pelo Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF).



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade