Publicidade

Estado de Minas ACIDENTE

Vídeo: PM de folga e banhista salvam mulheres de afogamento

PM passeava de bicicleta quando ouviu os gritos de socorro e entrou no Lago Paranoá para fazer o resgate, com ajuda de um banhista que atua como guarda-vida


08/03/2021 10:37 - atualizado 08/03/2021 11:04

Corpo de Bombeiros alerta para riscos e lembra medidas de segurança para evitar acidentes no Lago Paranoá(foto: CBMDF/Divulgação)
Corpo de Bombeiros alerta para riscos e lembra medidas de segurança para evitar acidentes no Lago Paranoá (foto: CBMDF/Divulgação)
Três mulheres foram salvas de afogamento em uma prainha no Lago Paranoá, em Brasília, nesse domingo (07/03). O sargento Mikhail, do pelotão lacustre do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), passeava de bicicleta pela região com a mulher quando ouviu os gritos de socorro vindos do espelho d'água e partiu para o resgate.

Segundo informações da Polícia Militar do DF, o sargento nadou até as vítimas, que estavam a aproximadamente 100m da margem, e as deixou sustentadas em uma prancha na superfície e começou a carregar uma delas para faixa de areia. Em seguida, um banhista, identificado como Franklin, que atua como guarda-vidas, auxiliou no resgate das outras duas mulheres. 

Foi o banhista quem conseguiu um flutuador do tipo espaguete e uma prancha de kitesurf para o transporte das vítimas ao longo do trajeto.



"Entendo a atuação do militar como determinante para um desfecho positivo da ocorrência que, em seu momento de folga, extrapolando em seu dever para com a sociedade, arriscando sua vida em prol da vida alheia e de fato contribuindo de forma decisiva no salvamento das três vítimas de afogamento no lago", afirmou o sargento Calixto, do Corpo de Bombeiros Militar do DF.

Confira as recomendações do Corpo de Bombeiros para evitar acidente
Aos banhistas

- Evitar entrar na água após as refeições
- Nadar sempre acompanhado de uma embarcação, caso faça a travessia do lago
- Nadar na companhia de pelo menos uma pessoa e próximo à margem
- Evitar saltar de locais elevados para dentro da água (dar de ponta) e brincadeiras como “empurrões” e “caldos”
- Não utilize boias improvisadas. Usar colete é o mais indicado
- Não tentar fazer salvamentos, caso não seja devidamente treinado. Nesses casos jogue objetos flutuantes, como boias, bolas, pranchas ou cordas para resgatar vítimas e ligue imediatamente para o 193
- Crianças somente devem entrar na água acompanhadas dos pais ou responsáveis
- Observar e respeitar as placas proibitivas e evitar caminhar sobre pedras

Às embarcações

- Não nadar de madrugada, muito cedo ou muito tarde. A iluminação solar é essencial para se ter mais noção de espaço no lago
- Não fazer manobras bruscas e arriscadas com embarcações e motos aquáticas
- Antes de navegar sempre se informe, antes do passeio, sobre o local para onde vai. Tire suas dúvidas com quem conhece o caminho ou a região
- Tenha certeza de que todos os passageiros estão sentados antes de acelerar. Do contrário corre-se o risco de machucá-los ou até de derrubá-los no lago
- Desvie dos barcos a remo e banhistas
- Diminua em 50% a velocidade habitual caso queira fazer o passeio durante a noite
- Tenha em mãos habilitação e demais documentos obrigatórios
- Faça manutenção preventiva na sua embarcação
- Tenha coletes salva-vidas para todos a bordo


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade