Publicidade

Estado de Minas SAÚDE

'Estados serão tratados de forma igualitária', diz Pazuello sobre vacina

Governo Federal lançou nesta quarta-feira o Plano Nacional de Operacionalização Vacinação Contra a COVID-19


16/12/2020 11:12 - atualizado 16/12/2020 11:35

Eduardo Pazuello, ministro da Saúde(foto: Carolina Antunes/PR)
Eduardo Pazuello, ministro da Saúde (foto: Carolina Antunes/PR)
O Governo Federal lançou nesta quarta-feira (16/12) o Plano Nacional de Operacionalização Vacinação Contra a COVID-19. A solenidade foi realizada no Palácio do Planalto, com presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, do Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, além de outros ministros de estado, governadores e autoridades.

Eduardo Pazuello, iniciou seu pronunciamento se solidarizando com as famílias das 182.799 vítimas fatais da COVID-19. Ele também exaltou o Sistema Único de Saúde e o número de brasileiros que contraíram a doença e se recuperaram: 6.067.862.

Em seguida, falou sobre como será a logística de distribuição das vacinas. Pazuello disse que o Governo Federal entregará os imunizantes aos estados da federação. Os estados, por sua vez, serão responsáveis pela logística de distribuição até os municípios, com acompanhamento do Ministério da Saúde. Os municípios executarão a vacinação.

Segundo Pazuello, o Ministério da Saúde realizará o monitoramento de todos os vacinados. Ele deixou claro que a logística de distribuição das vacinas não é preocupação.

Tratamento igualitário e gratuito

O ministro da Saúde afirmou que não haverá, por parte do Governo Federal, diferenciação no tratamento entre os estados da federação.

“Todos os estados serão tratados de forma igualitária, proporcional. Não haverá nenhuma diferença. Todas as vacinas produzidas pelo Brasil, pelo Butantan, pela Fiocruz, terá prioridade do SUS. Isso está pacificado”, disse Pazuello.

Disse, ainda, que todas as vacinas “registradas e garantidas em sua segurança e eficácia” serão  distribuídas de forma gratuita para a população.

O planejamento do Governo Federal é trabalhar com os seguintes laboratórios: Consórcio Covax Facility (composto por dez empresas e liderado pela ONU), Oxford/AstraZeneca (Fiocruz), Pfizer, Instituto Butantan, Bharat Biontech, Modena e Janssen.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade