Publicidade

Estado de Minas

Pesquisa do Google aponta que 40% dos consumidores vão comprar on-line na Black Friday

Entre as categorias, passagens, pacotes de internet, serviços financeiros e games se destacam por sua forte presença on-line


21/10/2020 22:51

Independente do canal de compra, 82% dos brasileiros vão pesquisar on-line antes de comprar(foto: Pixabay/Divulgação)
Independente do canal de compra, 82% dos brasileiros vão pesquisar on-line antes de comprar (foto: Pixabay/Divulgação)
A pandemia do novo coronavírus obrigou cidades a fecharem seus estabelecimentos comerciais com o objetivo de evitar o colpaso do sistema de saúde. Deste modo, a Black Friday, marcada para 27 de novembro, será uma boa oportunidade para consumidores que querem garantir os presentes de Natal ou comprar algo que ficou pendente. De acordo com pesquisa do Google, 40% dos brasileiros vão optar pelas compras on-line este ano, um aumento de 7% em relação ao ano passado. 
 
“A Black Friday de 2020 será diferente em muitos aspectos, começando pela maior relevância do digital como o principal canal de compras e a mudança nas intenções, com categorias como móveis, brinquedos, games e imóveis ganhando maior relevância”, diz Gleidys Salvanha, diretora de negócios para o Varejo do Google Brasil. “Além disso, o brasileiro está fazendo mais planos. Independente do canal, 82% irá pesquisar on-line antes de comprar e as buscas já começaram para 41% dos consumidores”, completa.
 
Já a porcentagem dos consumidores exclusivos das lojas físicas se mantém estável (26% neste ano e 27% em 2019), enquanto aqueles que pretendem compram em ambos os canais tem uma queda de 40% para 34%; indicando que os consumidores que ainda não se sentem seguros para comprar nas lojas físicas devem migrar para o e-commerce. Entre as categorias, passagens, pacotes de internet, serviços financeiros e games se destacam por sua forte presença on-line. Por outro lado, alimentos e bebidas, veículos e moda terão maior relevância no off-line.
 
Ainda de acordo com o Google, a tendência vista na pandemia de maior abertura para experimentação tende a crescer na Black Friday: 29% dos brasileiros declaram que pretendem fazer algumas das compras da data em lojas diferentes das que costumam comprar regularmente, um aumento de 12% em relação à 2019. 
 
Independente do canal de compra, 82% dos brasileiros vão pesquisar on-line antes de comprar. E as buscas já começaram para 41% dos consumidores, um número que sobe para 62% quando somados aqueles que declaram começar as pesquisas cerca de 1 mês antes da data.

Principais motivações de compra

As principais motivações de compra observadas durante a pandemia, como necessidade, indulgência e entretenimento, seguem presentes neste ano e convivem entre si durante a temporada de compras do final do ano. Entre as motivações estão:

57% - Ter o prazer de encontrar boas ofertas e fazer bons negócios;

49% - Comprar algum produto que não puderam comprar antes por questões financeiras;

41% - Conseguir comprar algum produto que gosto/tenho vontade de ter;

34% - Repor algum produto. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade