Publicidade

Estado de Minas CÉU ESCURO

'Tempestade de cinzas' toma o céu do Pantanal; veja vídeo

O bioma sofre há 214 dias com intensas queimadas. Mais de 3,9 milhões de hectares já foram destruídos pelo fogo


14/10/2020 18:16 - atualizado 14/10/2020 18:47

Mais de 3,9 milhões de hectares do Pantanal já foram destruídos pelo fogo(foto: Redes Sociais/Reprodução)
Mais de 3,9 milhões de hectares do Pantanal já foram destruídos pelo fogo (foto: Redes Sociais/Reprodução)
Um vídeo onde uma tempestade de cinzas toma os céus do Pantanal está viralizando nas redes sociais. As imagens foram gravadas na última terça-feira (13) na Barra do São Lourenço, localizada em Corumbá, Mato Grosso do Sul. O pantanal sofre há 214 dias com intensas queimadas. 

 
blockquote class="twitter-tweet">

'Tempestade de cinzas' toma o céu do Pantanal

Saiba mais: https://t.co/wgba8PpM9o pic.twitter.com/d868WMOZlx

— Estado de Minas (@em_com) October 14, 2020
 

Segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), mais de 3,9 milhões de hectares do bioma já foram destruídos pelo fogo. Os primeiros registros de incêndio foram feitos em março, mas os primeiros reforços para a região foram encaminhados apenas em setembro.

De acordo com os dados coletados em parceria com a Prevfogo e o Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais da UFRJ, 40% da área do Pantanal em Mato Grosso foi atingida pelo fogo. Isso representa uma área 13 vezes o tamanho das cidades do Rio de Janeiro e São Paulo juntas.


Tempestade de Cinzas

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles(foto: TV Senado/Reprodução)
Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles (foto: TV Senado/Reprodução)
No mesmo dia em que o céu foi tomado por cinzas, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou que o governo federal tem competência para fiscalizar só 6% dos 15 milhões de hectares do Pantanal. De acordo com ele, as demais partes do território são de responsabilidade dos estados. 

A afirmação foi dada durante audiência pública na comissão externa do Senado que acompanha as ações de enfrentamento aos incêndios no Pantanal.

“Boi Bombeiro”

Na mesma audiência, Salles também defendeu as falas da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, sobre a necessidade do aumento da criação de gado no Pantanal como uma das maneiras de evitar incêndios de grandes proporções.


"Nós concordamos. Ouvimos de várias fontes diferentes sobre a necessidade de haver um reconhecimento do papel da criação de gado no Pantanal, uma vez que o gado também contribui para diminuir o que há de excesso de matéria orgânica. O capim, enfim, o pasto que ele ajuda a reduzir", afirmou o ministro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade