Publicidade

Estado de Minas SEM MÁSCARA

Pub lota de pessoas sem máscaras, após reabertura de bares no DF; veja vídeo

No vídeo, é possível ver jovens dançando no ambiente com luzes, mesa de som e mesas espalhadas pelo salão


18/07/2020 21:10 - atualizado 18/07/2020 21:31

(foto: Imagem cedida ao Correio)
(foto: Imagem cedida ao Correio)

Imagens obtidas pelo Correio mostram uma festa em um bar de Planaltina, no Distrito Federal, causando aglomeração de pessoas sem máscara, na noite de sexta-feira (17). No vídeo, é possível ver jovens dançando no ambiente com luzes, mesa de som e mesas espalhadas pelo salão (veja vídeo abaixo). 


 
O local é o Villains Hookah Pub, em Planaltina. Apesar de as mesas não estarem muito próximas, os frequentadores estão, em sua maioria, de pé, dançando perto uns dos outros. O DJ aparece nas imagens e também não usa equipamento de proteção.
Depois de mais de 100 dias fechados por causa da pandemia causada pelo novo coronavírus, os bares foram autorizados a reabrir nesta semana, desde que com lotação máxima de 50% da capacidade do local. O decreto que regularizou a reabertura, de 2 de julho, não autoriza a reabertura desse tipo de comércio e proíbe qualquer tipo de apresentação ao vivo.


O que diz o dono do bar

Procurado pela reportagem, o proprietário do estabelecimento, Gustavo Dias, confirmou que o bar funcionou na sexta-feira, mas negou que as normas de segurança tenham sido desrespeitadas. "Nossos funcionários estavam todos de máscara, inclusive a equipe de segurança, que é terceirizada. O número máximo de pessoas foi respeitado, e as mesas estavam posicionadas e marcadas com 2 metros de distância a partir das cadeiras", disse.

Dias acrescentou que o local tem licença de funcionamento para tabacaria, bar e lanchonete e respeitou as restrições de lotação. "Pela contagem das pulseiras, foram 82 pessoas que se espalharam pela área interna e externa. Nosso alvará tem capacidade para 200 pessoas", informa. O bar estava fechado desde o dia 16 de março e reabriu nesta quarta-feira (15/7).
 
O proprietário argumentou não ser possível afirmar que as imagens tenham sido feitas na sexta-feira. O Correio apurou no entanto que são mesmo desse dia. Inclusive, cenas semelhantes foram postadas nas redes sociais na madrugada de sábado (18/7). A reportagem tentou contato com o DF Legal, responsável por fiscalizar os estabelecimentos comerciais, e aguarda retorno.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade