Publicidade

Estado de Minas

Caixa reconhece lentidão no app para retirada de auxílio emergencial e FGTS

Durante o dia, usuários reclamaram que aplicativo Caixa Tem estava lento. Apesar da justificativa da instituição, sistema voltou a ficar inoperante no começo da noite


postado em 02/07/2020 21:02 / atualizado em 02/07/2020 21:12

Mensagem de espera no aplicativo fez com que vários usuários se irritassem ao longo do dia(foto: Reprodução)
Mensagem de espera no aplicativo fez com que vários usuários se irritassem ao longo do dia (foto: Reprodução)
A Caixa Econômica Federal reconheceu ter tido problemas nesta quinta-feira (2) com o aplicativo Caixa Tem (IOS e Android), que permite aos usuários resgatar o auxílio emergencial do governo federal e o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para pagamentos de boletos e compras por meio do cartão virtual. A instituição financeira reconheceu a falha e atribuiu o problema ao alto número de acessos por hora. 
 
As reclamações de trabalhadores chegaram a número acentuado durante o dia nas redes sociais. Usuários relataram que a demora no sistema passou de uma hora. Estou desde às 6 da manhã em fila de espera e até agora nada. Que app é este que não funciona nunca? Descaso total com a população", afirmou uma usuária. "Chega de sofrimento. É uma vida inteira para ter acesso ao auxílio", questionou outro internauta.

Ainda que a Caixa tenha afirmado que o app voltaria ao normal no começo da tarde, ele permaneceu com o mesmo problema no começo da noite. 

"A Caixa informa que está processando um volume atípico de transações nesta manhã (2/7), oriundas dos créditos de programas emergenciais, somadas às rotinas mensais do banco. Para uma melhor experiência do cliente, recomendamos utilizar o aplicativo Caixa Tem a partir das 12 horas de hoje", justificou o banco mais cedo. 

A lentidão no sistema foi provocada também pelo alto número de acessos dos beneficiários do auxílio emergencial. Nesta quinta-feira, a Caixa realizou três pagamentos diferentes do benefício de R$ 600. Aniversariantes de julho e agosto recebem via poupança digital a primeira, segunda ou terceira parcela, conforme a data em que tiveram o cadastro deferido pelo governo.
 

Cadastro do auxílio 


O prazo para o cadastro do auxílio emergencial se encerra às 23h59 desta quinta-feira. Inicialmente proposto para vigorar por três meses, com o pagamento de três parcelas de R$ 600, o benefício foi estendido, sendo previsto o pagamento de mais R$ 1,2 mil para cada beneficiário.

Até duas pessoas da mesma família podem receber o auxílio e, para as famílias em que a mulher é a única responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente é de R$ 1,2 mil.
 

Balanço 

 
Até o início desta noite, 64,9 milhões de brasileiros haviam recebido a parcela do auxílio. A Caixa pagou um total de R$ 112,05 bilhões pelo benefício. Segundo a instituição, 1,9 milhão aguardavam a conclusão do cadastro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade