Publicidade

Estado de Minas CURITIBA

Idosa vai à delegacia fazer BO contra filha que não 'consegue marido'

Em plena pandemia de coronavírus, idosa rompeu o isolamento para 'fazer a queixa', em Curitiba, na última terça-feira (23)


postado em 26/06/2020 18:25 / atualizado em 26/06/2020 18:46

O investigador Henrique Lima do 10º Distrito Policial conta que após a orientação a idosa foi embora(foto: Google Maps/Reprodução)
O investigador Henrique Lima do 10º Distrito Policial conta que após a orientação a idosa foi embora (foto: Google Maps/Reprodução)
Uma mãe que se definiu como 'desesperada' solicitou o registro de um Boletim de Ocorrência (BO) contra a própria filha, alegando que ela precisava sair de casa e 'arranjar um marido'. “Para ontem”, afirmou ainda a senhora. Em meio à pandemia do novo coronavírus, a  mulher arriscou a própria vida ao ir até a delegacia localizada bairro Sítio Cercado, em Curitiba na última terça-feira (23).

“A gente acha que já viu de tudo, aí acontece isso. Uma senhora desesperada veio aqui e disse que queria fazer um BO para que os policiais arranjassem um casamento para a filha dela. Explicamos que não somos uma agência de casamento e que aquilo não era crime”, afirmou o investigador Henrique Lima, do 10º Distrito Policial para o jornal Banda B.

Segundo ele, a idosa estava extremamente chateada por não conseguir um genro. “Ela era bem tranquila e a gente fez essa parte de orientar. Tem algumas situações atípicas, realmente, no nosso dia a dia. O policial acaba tendo que atender cada coisa!”, explicou. 

O investigador conta que após a orientação, a idosa voltou para casa. 
 
*Estagiária sob supervisão da editora Liliane Corrêa

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade