Publicidade

Estado de Minas GOVERNO BOLSONARO

Ramos compara mortes por coronavírus a números de acidentes

Segundo ministro de Bolsonaro, mídia deveria abordar de modo mais positivo as notícias sobre o novo coronavírus, que já levou a óbito 14.817 brasileiros


postado em 15/05/2020 22:27 / atualizado em 15/05/2020 22:33

Segundo Luiz Eduardo Ramos, mídia deveria abordar de modo mais positivo as notícias sobre o novo coronavírus, que já levou a óbito 14.817 brasileiros(foto: Ed Alves/CB/D.A Pres)
Segundo Luiz Eduardo Ramos, mídia deveria abordar de modo mais positivo as notícias sobre o novo coronavírus, que já levou a óbito 14.817 brasileiros (foto: Ed Alves/CB/D.A Pres)
O ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, voltou a criticar a imprensa na tarde desta sexta-feira (15/05) em coletiva de 500 dias do governo Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto. Segundo ele, a mídia deveria abordar de modo mais positivo as notícias sobre o novo coronavírus, que já levou a óbito 14.817 brasileiros.

Ele aponta que se instalou um "clima de terror" por conta da cobertura do noticiário e comparou as mortes causadas pela Covid-19 ao número de acidentes e óbitos decorrentes de outras doenças.


"Como diz a Bíblia, não sabemos o dia e a hora. Mais um dado que não é Covid – a pneumonia: 80 mil. Todo mundo aqui deve andar de carro, deve andar de ônibus, pratica esportes. A média de mortes por ano de queda, afogamento, acidente automobilístico, lesões provocadas por toda a ordem: 164 mil mortes. Os números são impactantes, mas nem por isso é instaurado um clima de terror", apontou.

Ramos afirmou não minimizar o número de mortes no país, mas reforçou que também deve ser dado espaço à quantidade de pessoas que se recuperam do vírus. "Podem me criticar, não estou preocupado", concluiu.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade