Publicidade

Estado de Minas

Cinco pessoas morrem em deslizamento de terra em Recife

Duas casas foram destruídas. Algumas vítimas estavam visitando parentes para celebrar o Natal. Entre os mortos está um bebê de apenas dois meses


postado em 24/12/2019 12:11 / atualizado em 24/12/2019 12:20

Equipes trabalham no local do deslizamento em Recife(foto: Mariana Fabrício/ DP)
Equipes trabalham no local do deslizamento em Recife (foto: Mariana Fabrício/ DP)


Uma barreira deslizou na madrugada desta terça-feira (24) e destruiu duas casas no bairro de Dois Unidos, na Zona Norte do Recife, em Pernambuco. Cinco pessoas morreram, entre as vítimas está um bebê de apenas dois meses. Três pessoas ficaram feridas e foram socorridas para o Hospital da Restauração. Outras duas pessoas, que estavam de visita no momento do acidente, ainda estão desaparecidas. Equipes dos Bombeiros fazem buscas nos destroços.

O deslizamento aconteceu na Rua Bela Vista, no Córrego do Morcego, por volta das 2h. Duas casas foram atingidas, uma completamente e outra parcialmente. Seis viaturas, sendo duas de busca e salvamento, uma de busca com os cachorros, uma de comando operacional e duas de resgate, além de equipes da Defesa Civil do Recife estão no local. Uma casa foi totalmente destruída e a outra parcialmente danificada.

Em nota, a Prefeitura do Recife informa que, desde a madrugada desta terca-feira (24), através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Defesa Civil e Emlurb, está prestando todo o apoio à Compesa para que seja garantida assistência aos familiares das vítimas e moradores da área onde aconteceu o acidente em Dois Unidos. O SAMU, a Defesa Civil e a Emlurb também estão prestando apoio ao Corpo de Bombeiros no resgate e atendimento no local. A Prefeitura afirma que se solidariza com os parentes das vítimas e com toda comunidade. 

Erivaldo Barbosa, 40 anos, motorista de aplicativo e morador há 20 anos da localidade do desastre conta que já ocorreu outro deslizamento em decorrência de danos do mesmo cano da compesa. “Já aconteceu esse mesmo acidente! Essas duas casas foram construídas pela prefeitura. Essa barreira aqui em julho de 2000 desceu. Aquele mesmo caninho torou no meio da outra vez. O mesmo cano! Não ficou um tijolo em pé das duas casas, aí foi interditado. Em 2005 foi construído um muro. A prefeitura pagava o auxílio moradia e depois construiu a casa e a gente voltou a morar. Todas as casas aqui são parentes. Meu sogro entrou com uma causa na justiça contra a compesa e a empresa alegou que estava chovendo, mesmo aquele cano estando torado ali”, relata Erivaldo, reforçando que voltaram a morar no local após a prefeitura construir as casas no mesmo endereço. De acordo com a Prefeitura do Recife, esta informação está sendo averiguada. "Isso faz mais de 10 anos, precisamos investigar. É bastante incomum que a Prefeitura construa ou reforme casas isoladas, geralmente são feitos habitacionais ou é dado auxílio-moradia para que a população saia de uma área de risco."
 
Aprígio Trajano, analista de saneamento da Compesa, afirma que não houve relato de vazamentos na área e a localidade é mensalmente acompanhada pela empresa. Ele explica ainda que a tubulação está em um local não visível aos olhos, dificultando a investigação. “Hoje de 03h30 da manhã a compesa foi acionada e mobilizamos a nossa manobra. Não temos nenhum registro de vazamento nesta área. Nós temos reuniões mensais com os líderes comunitários onde eles passam as demandas, não temos nenhuma [demanda] de vazamento. Como vocês podem ver, a tubulação está em uma profundidade que não dá para averiguar se houve vazamento ou não. Estamos fazendo uma vistoria junto com a defesa civil para podermos dizer o que aconteceu”, contou.
 
Perguntado se as tubulações não deveriam estar um pouco mais acima, para que fosse mais fácil a análise de vazamentos, Aprígio respondeu: "As redes que ficam mais acima são as redes de distribuição. Essa rede de cem milímetros que a gente tem [a que pode ter vazado] está numa localização que, realmente, é uma área de risco, e essa área é monitorada. Então, se houvesse algum tipo de vazamento, as lideranças, a defesa civil, ou até mesmo a própria população teria aberto uma solicitação no nosso sistema."
 
Rafael Urbano, presidente a associação dos moradores, afirma não haver sinais de encharcamento na barreira ou algum tipo de vazamento. Ele relata ainda  que  o fornecimento de água começou ontem à noite, por volta das 18h, e estava previsto para finalizar hoje às 15h. “A gente tem um canal direto com a Compesa. todo vazamento que tem no bairro, informamos rapidamente e eles sanam esse problema.”, afirma o presidente da associação dos moradores. De acordo com Rafael, a população ligou para a Compesa a fim de realizar a suspensão do abastecimento de água.“Visivelmente ele aparenta estar rompido. A Compesa suspendeu o fornecimento de água por volta das 3h da manhã de hoje”, afirma Rafael. Quando ocorreu o acidente, populares relatam visualizar o cano jorrando um forte fluxo de água.

(foto: Tarciso Augusto / Esp. DP)
(foto: Tarciso Augusto / Esp. DP)
(foto: Tarciso Augusto / Esp. DP)
(foto: Tarciso Augusto / Esp. DP)


Luiz Tadeu Silva da Costa, um dos 3 sobreviventes do deslizamento da barreira conta como foi no momento da tragédia, “Acordei com o barulho e uma parede caindo por cima de mim e da minha esposa. Pedi para ela respirar e ficar calma enquanto o socorro não vinha”.  Cristina Gomes, esposa de Luiz, foi atingida na cabeça, tendo um corte, e seu marido teve um ferimento no pé esquerdo. Luiz e a esposa são moradores do Janga e estavam há quinze dias na casa de Otoniel, concunhado dele, para festejar Natal e Ano Novo em família. Otoniel está sendo atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Descoberta com uma lesão no ombro. 

Mortos


Lucimar Alves, 50 anos

Emanuel Henrique de França, 25 anos

Erika Virgínia, 19 anos

Daffyne Kauane Alves, 9 anos

Erick Henrique, 2 meses

 

Socorridos


Otomiel Simeão Silva, 59 anos Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Descoberta

Cristina Gomes da Silva Hospital da Restauração (HR)

Luiz Tadeu Costa Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Descoberta


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade