Publicidade

Estado de Minas

Polícia resgata mais 33 pitbulls em chácara de preso por praticar rinhas

No local, também foram localizados medicamentos vencidos e vacinas armazenadas de maneira incorreta


postado em 17/12/2019 17:29

Policiais resgataram mais 33 cães da raça pitbull usados para 'rinhas' em chácara em São Paulo(foto: ASPA Itu/Divulgação)
Policiais resgataram mais 33 cães da raça pitbull usados para 'rinhas' em chácara em São Paulo (foto: ASPA Itu/Divulgação)
A Polícia Civil de São Paulo resgatou em um imóvel no bairro Chácaras Reunidas Ipê, nessa segunda-feira (16/12), mais 33 cães da raça pitbull com um dos investigados pela prática de “rinha” com os animais. No final de semana, 41 pessoas foram presas em flagrante pela prática do crime.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, os policiais da Delegacia de Polícia do Município de Itu foram até o local, uma chácara, para investigar uma denúncia sobre maus-tratos e “rinha”. Em diligência, a equipe foi recebida por duas mulheres que se identificaram como funcionárias do local.

As duas mulheres liberaram a entrada dos agentes no local. Eles encontraram os 33 cães com  sinais de maus-tratos. “A equipe contatou veterinários de ONGs da região que compareceram ao local e constataram graves problemas de saúde sendo que alguns animais estariam precisando de transfusão de sangue. Além disso, os cachorros estavam expostos à chuva e sem alimentação”, informa a pasta.

Na chácara, também foram localizados medicamentos vencidos e vacinas armazenadas de maneira incorreta. “Um ambiente estruturado para a prática de rinha também foi encontrado. Além dos cães, a polícia resgatou exemplares de animais silvestres encontrados na chácara: duas calopsitas, um porquinho da Índia, um canário da terra, duas maritacas e dois gambás”, prossegue a Secretaria.

Ainda foi apreendido um cartão de crédito com o nome do indivíduo apontado como responsável pelo local. O nome dele não foi revelado. Ele é um dos investigados por envolvimento com a prática de rinha. A perícia foi solicitada ao local e os cachorros foram custodiados à Associação de Vida Animal (AVA), em Atibaia.

Eles serão avaliados por veterinários e então seguirão para adoção consciente. Os animais silvestres foram encaminhados ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da região onde passarão por avaliação e reabilitação. As investigações prosseguem.

O caso

A Polícia Civil do Paraná resgatou, em São Paulo, no município de Mairiporã, 19 cães que participavam de uma "rinha". Os animais, da raça pitbull, eram incentivados a lutar entre si e foram encontrados com diversos ferimentos. Entre os envolvidos na luta entre cães estão veterinários, médicos, um policial militar e cinco estrangeiros.

Quarenta e uma pessoas foram detidas, na noite de sábado (14/12), e levadas para a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, em São Paulo. Após audiência de custódia, apenas um ficou preso. As investigações começaram em Curitiba e São José dos Pinhais com um treinador de pitbulls. A "rinha" era combinada em um grupo no aplicativo de WhatsApp.

De acordo com os agentes, um dos cachorros não sobreviveu em uma das lutas e foi servido como churrasco para os participantes. Um dos pitbulls resgatado chegou a urinar sangue, de acordo com o delegado o delegado Matheus Laiola, da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente no Paraná.


Publicidade