Publicidade

Estado de Minas GERAL

PF descobre 15 mil hectares de terra indígena desmatados e sob ação de grileiros

As ações são desenvolvidas no âmbito da Operação VerdeBrasil, deflagrada no dia 23 de agosto para combater as queimadas na região amazônica


postado em 17/09/2019 12:16 / atualizado em 17/09/2019 15:56

Polícia Federal identifica áreas de desmatamento e grilagem em terras indígenas de Altamira(foto: Reprodução/Polícia Federal)
Polícia Federal identifica áreas de desmatamento e grilagem em terras indígenas de Altamira (foto: Reprodução/Polícia Federal)
A Polícia Federal (PF) identificou cerca de 15 mil hectares desmatados e em processo de grilagem no município de Altamira, no Pará. As ações são desenvolvidas no âmbito da Operação VerdeBrasil, deflagrada no dia 23 de agosto para combater as queimadas na região amazônica.

De acordo com a PF, as áreas desmatadas pertencem à Terra Indígena Ituna Itatá e também foram encontrados indícios de exploração seletiva de madeira na Terra Indígena Arara e Terra Indígena Cachoeira Seca.

A PF informou que a polícia judiciária já identificou a possível autoria dos crimes. Os agentes estão elaborando laudos das situações identificadas, especialmente dos desmatamentos na TI Ituna Itatá, indicou a corporação.

As áreas degradadas foram identificadas a partir de geoprocessamento e imagens de satélite. Com base nas informações, os agentes da PF se deslocaram até a região. A corporação afirmou ainda que, em parceria com a Marinha e o Ibama, sobrevoou a região para registrar imagens e realizar outras ações sobre os acampamentos no interior das áreas desmatadas.


Publicidade