Publicidade

Estado de Minas

Pisão na garganta: mãe é condenada por torturar a filha de 3 anos em Santa Catarina

Processo aponta que menina tinha marcas de violência antigas, como sinais de tapa, beliscões e machucados nos braços, rosto e olhos


postado em 22/07/2019 12:28 / atualizado em 22/07/2019 13:06

(foto: Kat Jane/Pexels)
(foto: Kat Jane/Pexels)

A juíza Ana Karina Arruda Anzanello, da 2.ª Vara Criminal da comarca de Chapecó, em Santa Catarina, condenou uma mulher de 35 anos por torturar a filha de 3 anos. A sentença impôs à mãe uma pena de dois anos e quatro meses de reclusão, em regime aberto.

O processo relata que o Conselho Tutelar chegou até a criança em novembro do ano passado, após denúncias de vizinhos. A menina estava sozinha em casa.

Segundo a sentença, a criança tinha "sinais de tapas, beliscões e demais machucados nos braços, rosto e olhos". O processo aponta que a menina havia sido agredida com um "pisão" na garganta.

A Justiça informou que "algumas marcas de violência eram recentes e outras antigas". Na ocasião, a mulher foi presa em flagrante em uma unidade do Conselho Tutelar, e teve a prisão preventiva decretada.

Em março deste ano, a Justiça concedeu liberdade provisória com medidas cautelares à mãe. O processo tramitou em segredo de Justiça.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade