Publicidade

Estado de Minas

Policiais resgatam criança trancada em casa com pitbull em surto

Pais conseguiram sair do local, mas a criança ficou trancada. Animal precisou ser sacrificado


postado em 15/07/2019 07:56 / atualizado em 15/07/2019 08:24

Cachorro destruiu uma moto que estava na área da casa(foto: BPMA/PMDF/Divulgação)
Cachorro destruiu uma moto que estava na área da casa (foto: BPMA/PMDF/Divulgação)

Uma criança de 7 anos ficou trancada em casa na noite desta sexta-feira (12/7), na Estrututal, no Distrito Federal, com um pitbull em surto. Segundo o Batalhão de Policiamento Ambiental, da Polícia Militar do Distrito Federal, o cão da família começou a apresentar comportamento totalmente agressivo. Durante o ataque do animal, os pais saíram da residência e a criança foi para o sentido oposto, se trancando dentro do local. 


Os policiais militares foram chamados por volta das 20h, mas o descontrole do cão ocorria desde as 18h. O tutor do cachorro informou aos militares que o pitbull teve várias convulsões ao longo do dia e, após se recurperar dos ataques, começou a ficar agressivo. O mesmo comportamento teria acontecido quatro dias antes, mas em menor proporção. 

 

As tentativas de tirar a criança duraram cerca de uma hora. Ela estava trancada no interior da casa, enquanto o cachorro caminhava na área externa. Apenas uma porta de ferro a mantia distante do cão. De acordo com o batalhão, a porta não era forte o suficiente para garantir a segurança da criança. 

 

A alternativa foi matar o pitbull, após autorização dos donos do pet. "O batalhão tem como objetivo salvar os animais. Então, essa situação não é característica. O comportamento do cachorro representava risco iminente à criança. Foi uma medida necessária que, infelizmente, fomos obrigados a adotar”, lamentou o sargento Arozimar Pereira. 

 

A criança foi resgatada sem ferimentos e o corpo do cachorro levado para o aterro sanitário do Serviço de Limpeza Urbana do DF (SLU) para ser feita a destinação adequada.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade