Publicidade

Estado de Minas GERAL

Lewandowski rejeita liberdade a João de Deus e pede informações ao Coaf

Lewandowski também decidiu pedir informações ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre um relatório de informações financeiras referente a João de Deus


postado em 01/03/2019 20:38 / atualizado em 01/03/2019 21:09

Réu por violação sexual e estupro de vulnerável, o líder religioso está preso desde 16 de dezembro(foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Réu por violação sexual e estupro de vulnerável, o líder religioso está preso desde 16 de dezembro (foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
O ministro Ricardo Lewadowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou nesta sexta-feira, 1º, o pedido de liberdade do médium João de Deus. Lewandowski foi definido relator do processo depois de os ministros Gilmar Mendes e Luiz Fux se declararem impedidos para julgar o caso.

Réu por violação sexual e estupro de vulnerável, o líder religioso está preso desde 16 de dezembro no Complexo Penitenciário de Aparecida de Goiânia. Nesta quinta-feira (28), um pedido de liberdade do médium foi negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Lewandowski também decidiu pedir informações ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre um relatório de informações financeiras referente a João de Deus. Segundo apurou o Broadcast, a defesa do médium reclamou ao STF que não teve acesso ao documento do Coaf, que teria apontado movimentações suspeitas pelo médium.


Publicidade