Publicidade

Estado de Minas

Cinegrafista atingido por rojão continua em estado grave

Ferido por um rojão de vara disparado durante um confronto entre policiais e manifestantes após um protesto contra o aumento da passagem de ônibus no Rio, na quinta-feira, ele sofreu afundamento do crânio e está em coma induzido


postado em 08/02/2014 10:37 / atualizado em 08/02/2014 10:42

Santiago Ilídio Andrade, de 49 anos, continua internado em estado grave no Hospital Municipal Souza Aguiar(foto: Reproducao/TV Brasil Rio de Janeiro )
Santiago Ilídio Andrade, de 49 anos, continua internado em estado grave no Hospital Municipal Souza Aguiar (foto: Reproducao/TV Brasil Rio de Janeiro )

O cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Ilídio Andrade, de 49 anos, continua internado em estado grave no Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro do Rio, segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio. Ferido por um rojão de vara disparado durante um confronto entre policiais e manifestantes após um protesto contra o aumento da passagem de ônibus no Rio, na quinta-feira (06), ele sofreu afundamento do crânio e está em coma induzido.

A polícia descartou que o rojão causador do ferimento tenha sido lançado por um policial, já que esse tipo de artefato não é usado pela PM. A pessoa que acendeu o rojão foi flagrada por imagens, mas está de costas. Em outras imagens, é possível notar que o homem estava com o rosto coberto, como é habitual entre os manifestantes adeptos da tática black bloc. A polícia tenta identificar o rapaz para indiciá-lo pelos crimes de explosão e tentativa de homicídio qualificado por uso de explosivo. Ele pode ser condenado a cerca de 30 anos de prisão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade