UAI
Publicidade

Estado de Minas CHECAMOS

Cartaz de Bolsonaro como Pinóquio não foi exibido no metrô de Nova York; trata-se de arte digital

Imagem já foi compartilhada mais de 15 mil vezes mas informação é falsa; entenda


23/09/2021 21:40 - atualizado 24/09/2021 08:42

Uma foto que parece mostrar o interior de uma estação de metrô em Nova York com um cartaz em que o presidente Jair Bolsonaro é chamado de mentiroso foi compartilhada mais de 15 mil vezes em redes sociais desde o último dia 22 de setembro.

Isso é falso. Trata-se, na verdade, de uma arte digital que foi sobreposta a uma imagem antiga de uma das plataformas de metrô da cidade norte-americana. Ao AFP Checamos, a Autoridade de Transporte de Nova York informou que não permite a veiculação de anúncios de cunho político em seu sistema de transporte. 

“Metrô de New York. Só pra termos a real dimensão da VERGONHA!” , diz uma das publicações, compartilhadas no Facebook ( 1 , 2 , 3 ), Twitter ( 1 , 2 , 3 ) e Instagram

A alegação, replicada inclusive pela deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL), é embasada em uma foto de três cartazes, dispostos lado a lado, retratando Bolsonaro como o personagem infanto-juvenil Pinóquio, cujo nariz crescia quando contava mentiras. “Mentiroso. Horrível. Perdedor” , diz em tradução livre o texto sobreposto aos desenhos. 
Captura de tela feita em 23 de setembro de 2021 de uma publicação no Facebook ( . / )
Captura de tela feita em 23 de setembro de 2021 de uma publicação no Facebook ( . / )

O conteúdo começou a circular um dia após o presidente  discursar na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, em Nova York, onde citou dados imprecisos e enganosos ao falar sobre temas como a pandemia de covid-19 e o meio ambiente. 

O desenho compartilhado nas redes não foi, contudo, exibido em uma estação de metrô da cidade norte-americana. 

Desenho sobreposto à imagem antiga


Nos painéis que parecem exibir a ilustração de Bolsonaro é possível ler o número “409-003” , na parte de baixo, e a inscrição “Outfront” , no topo. Uma busca no Google por esses termos mostra que a mesma foto é compartilhada há anos com diferentes cartazes ( 1 , 2 , 3 ). 

Uma comparação entre múltiplos elementos permite confirmar que todos os registros utilizam a mesma foto como base: 
Comparação entre projeto de anúncio para evento cultural publicado em novembro de 2020 (acima) e foto publicada no Twitter em setembro de 2021 ( . / )
Comparação entre projeto de anúncio para evento cultural publicado em novembro de 2020 (acima) e foto publicada no Twitter em setembro de 2021 ( . / )

Uma pesquisa pelas palavras-chave “Nova York” e “metrô” na plataforma Behance - utilizada por artistas e designers para baixar imagens de base , ou imagens modelo (chamadas em inglês de mockups) -, mostra que o mesmo fundo de tijolos brancos foi publicado em 31 de julho de 2018 com o título: “Mockup gratuito de anúncio no metrô de Nova York”

No lugar da ilustração de Bolsonaro ou dos outros cartazes identificados na busca no Google, lê-se: “Sua obra de arte aqui” , sinalizando que a imagem foi disponibilizada para compor outros trabalhos. Na mesma publicação, são divulgadas mais fotos dos mesmos painéis, de diferentes ângulos. 
Captura de tela feita em 23 de setembro de 2021 de uma foto publicada na plataforma Behance em 31 de julho de 2018 ( . / )
Captura de tela feita em 23 de setembro de 2021 de uma foto publicada na plataforma Behance em 31 de julho de 2018 ( . / )

O perfil que publicou a foto compartilha frequentemente imagens de outdoors, painéis e outras superfícies que podem ser sobrepostas com qualquer foto ( 1 , 2 , 3 ).

Consultado em 23 de setembro de 2021, Eugene Resnick, porta-voz da Autoridade Metropolitana de Transporte de Nova York ( MTA , na sigla em inglês), informou ao AFP Checamos que a companhia não permite a veiculação de anúncios com cunho político e que não autorizou a exibição da ilustração de Bolsonaro em seu sistema de transporte.

“Montagem”


Uma busca reversa pela foto que parece exibir o desenho de Bolsonaro no metrô de Nova York mostra que ela foi publicada inicialmente no Twitter pelo artista brasileiro conhecido como Butcher Billy. Em 23 de agosto de 2020, ele já havia compartilhado apenas a ilustração - sem o fundo do metrô - no Instagram. 

Ao AFP Checamos, o artista confirmou ser o autor do desenho e reconheceu que a versão que parece mostrar o metrô de Nova York é uma montagem, mas disse não saber quem a fez. 

“A arte original que foi usada é minha. Já a versão que fizeram nesse mock-up eu não sei quem foi o autor, só recebi de um monte de gente perguntando” , disse em 23 de setembro. 

“Acontece muito de artistas de rua, grafiteiros, se apropriarem de artes minhas para fazer ações de rua. Alguns me pedem autorização, outros não, e eu só vejo quando me ‘tagueam’ por fotos em redes sociais. Quando vi a foto achei que seria o caso, mas depois vi que era uma montagem” , acrescentou. 

Conteúdo semelhante a este também foi verificado pelo site Aos Fatos . O portal de jornalismo Poder 360 havia inicialmente publicado a notícia sobre a exibição da ilustração no metrô de Nova York e, desde então, publicou uma errata .


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade