Publicidade

Estado de Minas CHECAMOS

O vídeo de uma grande manifestação foi gravado no Haiti em 2019, não em Cuba

O conteúdo também circulou em romeno e espanhol


21/07/2021 21:21 - atualizado 21/07/2021 21:21

Captura de tela feita em 21 de julho de 2021 de uma publicação no Facebook
Captura de tela feita em 21 de julho de 2021 de uma publicação no Facebook
Um vídeo em que uma multidão marcha cantando circula pelo menos desde 14 de julho nas redes sociais como se tivesse acontecido em Cuba, durante os protestos contra o governo deste ano. No entanto, a cena, compartilhada mais de 90.000 vezes em vários idiomas, aconteceu no Haiti em outubro de 2019, em um protesto pela renúncia do então presidente Jovenel Moise.

"Cidade de CAMAGÜEY CUBA. Cuba libre!!! #SOSCubaLibre", diz uma das publicações compartilhadas no Facebook (1, 2) e no Twitter (1, 2). 

O conteúdo também circulou em romeno e espanhol (1, 2).

As publicações foram divulgadas em meio às manifestações que eclodiram em várias cidades de Cuba no dia 11 de julho, com gritos por “Liberdade!”,“Pátria e vida!” e “Abaixo a ditadura!”, em um momento em que o país atravessa a pior crise econômica dos últimos 30 anos, agravada pela escassez de alimentos e medicamentos.

Uma busca reversa no Google de um dos frames obtidos pela ferramenta InVid-WeVerify * levou a um tuíte do veículo de mídia russo Redfish. Sobrepostos à sequência, aparecem o nome da capital haitiana, Porto Príncipe, e a data em que os eventos teriam ocorrido, 13 de outubro de 2019. O tuíte que acompanha a gravação diz: “Milhares de manifestantes foram às ruas do Haiti contra o governo e o FMI [Fundo Monetário Internacional]”.

Após fazer uma busca pela palavra “Haiti” no aplicativo TweetDeck, filtrando os resultados para que mostrasse apenas tuítes de 10 a 20 de outubro de 2019, foram encontradas publicações que compartilharam o vídeo do protesto (1, 2, 3).

O vídeo também foi tuitado pela jornalista Sandra Lemaire, da VOA News, mídia estatal norte-americana, no dia 13 de outubro de 2019. No tuite, Lemaire afirma que “houve relatos” apontando a “Marcha dos Artistas”, realizada naquele dia, como o maior até então no Haiti e que o vídeo parece mostrar isso. A jornalista credita o material audiovisual ao repórter Alexandre Joram, correspondente da VOA no Haiti.

Uma pesquisa na conta do Instagram da VOA no Haiti, a VOA Kreyòl, resultou na mesma gravação postada em 13 de outubro de 2019.

A legenda da publicação descreve “uma grande multidão durante a marcha dos Artistas Haitianos hoje”. Acrescenta que “alguns dizem que é a maior manifestação até hoje para exigir a renúncia do presidente”. O vídeo também é creditado a Alexandre Joran.


A manifestação exibida nos vídeos foi convocada no dia 13 de outubro de 2019 por artistas populares do Haiti para exigir a renúncia do então presidente Jovenel Moise. Como pode ser visto nas publicações, grande parte dos manifestantes vestia camisetas brancas, como foi sugerido pelos artistas que organizaram a marcha.

Esse protesto foi realizado em um contexto de mobilizações iniciadas no final de agosto de 2019 para reivindicar respostas do governo de Moise à escassez de alimentos e de combustível no país.

Moise foi assassinado na madrugada do último 7 de julho por um esquadrão armado formado por estrangeiros, que entrou na residência presidencial em Porto Príncipe e o matou a tiros. 

* Assim que a extensão InVid-WeVerify estiver instalada no navegador Chrome, clique com o botão direito na imagem e o menu que aparece oferece para iniciar uma busca em vários navegadores.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade