UAI
Publicidade

Estado de Minas ESTÉTICA

Por conta de um preenchimento labial, jovem de 21 anos quase perde a visão

O procedimento bloqueou o fluxo sanguíneo do rosto de Amy Wiseman e quase a deixou cega e com os lábios necrosados


22/10/2021 14:23 - atualizado 22/10/2021 15:18

Foto de antes e depois de Amy
Jovem quase fica cega após realizar preenchimento labial na Inglaterra (foto: Arquivo Pessoal/Reprodução )
Uma jovem britânica de 21 anos quase perdeu a visão e teve os lábios necrosados após realizar um preenchimento labial. Moradora de Durham, na Inglaterra, Amy Wiseman é enfermeira odontológica e se submetia regularmente a procedimentos estéticos no rosto. 

Segundo Amy, a aplicação incorreta da agulha em uma artéria bloqueou o fluxo de sangue em seu rosto, impedindo a oxigenação do lábio. A oclusão vascular também poderia ter causado a perda parcial ou total da visão. O caso foi explicado pela jovem em entrevista ao jornal europeu Daily Mail. 

Entenda o caso 

Amy Wiseman realizava o procedimento de preenchimento labial, periodicamente, desde os 17 anos. De acordo com a jovem, sempre foi feito com uma “esteticista de confiança”. Na última sessão, que resultou nas complicações, 

Amy pagou o equivalente a R$ 550 a esteticista, que apesar de conhecida, não tinha o treinamento adequado para realizar a técnica.  

“Eu olhei para os meus lábios no carro e fiquei muito chateada. Eles ficaram machucados imediatamente, o que normalmente não acontece. O lado esquerdo do meu lábio não parecia normal e a dor foi terrível”, compartilhou na entrevista.  

Como enfermeira odontológica, a jovem entrou em contato com amigos dentistas, que a instruíram a buscar ajuda médica. Preocupada, ela foi a um hospital, onde um cirurgião plástico sugeriu que os 0,5 ml  do produto injetado fosse dissolvido o mais rápido possível.

“A dentista dissolveu o preenchimento e o médico disse que o fato de eu ainda estar com o lábio era inacreditável. Se eu não trabalhasse com dentistas, teria perdido a visão e precisaria de um enxerto no rosto“, explica a jovem.

Um mês após o procedimento mal-sucedido, um dos lados do lábio de Amy, onde o preenchimento foi dissolvido, ficou menor do que o outro. “Eu não sabia se meus lábios poderiam ser salvos ou se ficariam danificados para sempre”, desabafou. 
 
* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade