Publicidade

Estado de Minas ANIMAIS

Vídeo: Natureza retoma espaço durante a pandemia de COVID-19

Animais têm sido vistos em locais que pouco usuais após a decretação das medidas de isolamento. São golfinhos, caranguejos, mexilhões e peixes.


postado em 27/04/2020 14:55 / atualizado em 27/04/2020 16:14

(foto: FOTO / ANDREA MANGONI / HANDOUT/AFP)
(foto: FOTO / ANDREA MANGONI / HANDOUT/AFP)
Após medidas de isolamento tomadas como forma de dificultar a propagação da COVID-19, animais têm sido vistos em locais nos quais antes era comum o tráfego de pessoas. A quarentena colocou em casa pelo menos 2,8 bilhões de pessoas em todo o planeta e, enquanto não ocorrem medidas de flexibilização, os animais têm cuidado de ruas, canais e lagoas

Esse é o cenário na Itália, que tem mais de 198 mil casos confirmados do novo coronavírus e 26 mil mortes. Em Veneza, uma água-viva foi flagrada em um dos canais da cidade. Nas águas de Piazzale Roma, a vida marinha também estava mais notável, devido ao aumento da limpidez das águas. Os pesquisadores puderam observar mexilhões, peixes, caranguejos e algas. Normalmente, são por esses locais que passam milhares de barcos, gôndolas e táxis aquáticos.

Segundo o zoólogo italiano Andrea Mangoni, a flora e a fauna da lagoa não mudaram durante o isolamento. “O que mudou foi a chance de ver os bichos. O sedimento permanece no fundo. Agora, podemos ver 50 ou 60 centímetros além, às vezes, 1 metro abaixo da superfície. O resultado é ver animais que estavam literalmente escondidos nas águas turvas”, explicou.

Em Istambul (Turquia), golfinhos foram observados nadando no Estreito de Bósforo. A redução de barcos e a proibição da pesca contribuíram para o ressurgimento dos animais. O país, governado por Recep Erdo%u011Fan, tem mais de 110 mil casos confirmados de coronavírus. As autoridades turcas tinham adotado inicialmente o isolamento vertical, mas viram o número de casos de COVID-19 crescer de forma descontrolada. O presidente turco chegou a afirmar, em mais de uma ocasião, que a roda econômica não poderia parar.

Em Manaus (AM), um bicho-preguiça foi flagrado por servidores do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), órgão da Prefeitura de Manaus que gerencia o espaço, e por guardas municipais no Complexo Turístico de Ponta Negra. O cartão-postal da capital do Amazonas está fechado desde 22 de março por causa da pandemia do novo coronavírus. Manaus já tem mais de 3,6 mil casos confirmados do novo coronavírus. No Brasil, esse número ultrapassa os 60 mil.
 
(*Estagiária sob supervisão do subeditor Rafael Alves)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade