Publicidade

Estado de Minas

Coronavírus: os diferentes protocolos sanitários para a volta do futebol na Europa

Espanha e Alemanha já definiram uma série de medidas que podem servir de inspiração para outros países, como a França, que ainda debate como será a volta do futebol após a suspensão


postado em 24/04/2020 14:55 / atualizado em 24/04/2020 15:04

(foto: Reprodução/AFP)
(foto: Reprodução/AFP)
Várias fases de treinamento, exames médicos, máscaras... O protocolo sanitário colocado em prática por cada campeonato nacional precisa estabelecer condições para o reinício das atividades do futebol nas grandes ligas europeias.


Espanha e Alemanha já definiram uma série de medidas que podem servir de inspiração para outros países, como a França, que ainda debate como será a volta do futebol após a suspensão, instaurada desde março devido à pandemia do novo coronavírus.


- França: uma reflexão -


Na França, onde o confinamento será extinguido progressivamente a partir de 11 de maio, se confia na possibilidade de retomar o futebol em junho, embora os dirigentes da Ligue 1 aguardem as instruções sanitárias do governo.


"Hoje, nada está decidido", explicou à AFP Emmanuel Orhant, diretor-médico da Federação Francesa de Futebol (FFF), que admite "um atraso na tomada de decisão" em relação a outros países vizinhos. "Isso também pode permitir que nos inspiremos de seus casos", pontuou.


Uma das incertezas gira em torno dos testes e diagnósticos. "O ideal seria, evidentemente, testar todo mundo", afirmou Philippe Piat, presidente do sindicato dos jogadores (UNFP).


Mas testar os jogadores supõe uma mudança de estratégia do governo, que reserva os exames para pessoas que apresentam sintomas da doença. A questão também está na frequência dos testes e em sua disponibilidade.


- Alemanha: agentes em cada equipe -


A Alemanha é o país aparentemente mais próximo de retomar seu campeonato, com previsão para voltar aos campos em 9 de maio, se as autoridades permitirem. Isso seria possível com regras sanitárias adaptadas e com cargos especialmente criados para este momento.


Está prevista a presença em cada equipe de um agente de saúde para controlar diariamente o respeito do protocolo estabelecido pelas autoridades. "Quando as pessoas se conhecem bem, podem perder a noção de distância necessária (para se proteger do vírus), por isso precisamos deles (agentes)", explicou a doutora Barbara Gärtner, assessora da Bundesliga.


Caso o campeonato seja reiniciado, o programa previsto contempla testes antes e depois dos jogos, assim como um código com onze recomendações de boas práticas de higiene que será distribuído aos jogadores.


- Espanha: testes prévios -

Na Espanha, a data de volta aos treino precisa ser validada pelo Ministério da Saúde, embora a imprensa especule que acontecerá em 4 ou 11 de maio.


Antes de poder voltar a jogar, os jogadores terão primeiro que ser submetidos a testes de detecção da COVID-19, a partir de 28 de abril, segundo fontes próximas ao caso.


Estes controles continuarão durante a preparação, dividida em três etapas.


Após uma primeira fase de trabalho individual, se autorizará voltar a jogar em pequenos grupos, com condições: não compartilhar recipientes para beber líquidos e obrigação de usar luvas e máscaras antes e depois dos treinos, por exemplo.


O treino coletivo acontecerá na última fase, onde se contempla que os jogadores fiquem hospedados juntos em um hotel ou no centro de treinamento.


Se for detectado um caso de coronavírus, o jogador infectado deverá ficar isolado e os companheiros que tiveram contato com ele terão que ser submetidos a novos exames.


- Itália: treino em três tempos -


A Itália, país europeu mais afetado pela pandemia, também prepara a volta do 'Calcio': resta determinar a data da retomada, mas, na quarta-feira (22), a federação apresentou ao governo um protocolo de segurança.


Este programa contempla que, três ou quatro dias antes da retomada, uma primeira bateria de testes seja feita nos jogadores, com medição de temperatura, teste rápido de COVID-19 repetido 24 horas depois e exame de sangue.


Os resultados devem permitir estabelecer três subgrupos, se a pessoa está infectada ou não e a gravidade dos sintomas. Os que estiverem doentes com sintomas amenos deverão, por exemplo, submeter-se a exames suplementários (ecografia cardíaca, electrocardiograma de esforço...).


Depois, como na Espanha, a fase de treinos será realizada em três tempos. Todas as instalações (campos de jogo, academias, restaurantes, quartos, etc) deverão estar reunidas no mesmo centro esportivo ou próximas, passando por higienizações regulares.


- Inglaterra: processo em espera -


Na Inglaterra não há data marcada para a volta do futebol.


Diferentes medidas foram citadas para possibilitar o reinicio: jogos com portões fechados ou até em campo neutro de uma lista curta de estádios (para reduzir o número de viagens), quarentena dos jogadores, testes sistemáticos...


Mas, no momento, não existe protocolo definido.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade