Publicidade

Estado de Minas

Coronavírus no Irã: 27 pessoas morrem depois de beber álcool adulterado para 'curar' doença

País asiático é o terceiro mais atingido pela epidemia, atrás de China e Itália


postado em 09/03/2020 11:31 / atualizado em 09/03/2020 12:59

Paciente é tratado em hospital de Teerã, capital do Irã, atingido pelo coronavírus(foto: KOOSHA MAHSHID FALAHI / MIZAN NEWS AGENCY / AFP)
Paciente é tratado em hospital de Teerã, capital do Irã, atingido pelo coronavírus (foto: KOOSHA MAHSHID FALAHI / MIZAN NEWS AGENCY / AFP)
 

Vinte e sete pessoas morreram intoxicadas no Irã após beber álcool adulterado, acreditando num boato falso de que as bebidas alcoólicas ajudam a curar o novo coronavírus, informou nesta segunda-feira a agência oficial iraniana Irna.


O Irã é o terceiro país do mundo mais afetado pela epidemia, depois da China e da Itália, com um saldo até agora de 237 mortos.


O consumo e a venda de álcool são proibidos no Irã, mas a mídia local frequentemente fala sobre intoxicações mortais com álcool de contrabando.


Segundo a agência Irna, 20 pessoas morreram na província de Khuzestán (sudoeste) e as outras sete na província de Alborz, perto da capital Teerã.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade