UAI
Publicidade

Estado de Minas

Pesquisa mostra como diferentes países veem o nudismo e o topless nas praias

O relatório anual Flip Flop Report ouviu mais de 8.600 pessoas em 21 países sobre comportamento na praia, incluindo aceitação do topless e da sunga, nudismo, atividades favoritas e medo de tubarão


postado em 20/07/2013 18:20 / atualizado em 20/07/2013 18:51

Enquanto o resto do mundo acha que ir à praia de sunga é aceitável, isso parece ser uma questão altamente polarizada entre os americanos(foto: Netfalls - Remy Musser /shutterstock.com)
Enquanto o resto do mundo acha que ir à praia de sunga é aceitável, isso parece ser uma questão altamente polarizada entre os americanos (foto: Netfalls - Remy Musser /shutterstock.com)

Uma pesquisa global revela interessantes diferenças culturais quando se trata do comportamento na praia ao redor do mundo, incluindo os países com maior probabilidade de acontecer topless e aqueles em que as sungas são mais aceitas. No relatório anual Flip Flop Report, mais de 8.600 pessoas em 21 países responderam a perguntas sobre tudo, desde o seu conforto com a nudez ao medo de tubarões e atividades favoritas na praia.

Pelo segundo ano consecutivo, os alemães estão no topo da lista como os mais mente aberta quando se trata de usar nada, com 17% deles admitindo tomar sol nu. Curiosamente, 73% dos banhistas franceses disseram que estavam "um pouco ou muito confortáveis" com praias de topless. Mas eles também estavam entre os europeus menos prováveis de tirar a roupa, já que 42% rejeitaram a ideia, dizendo que nunca iriam fazer topless ou ficar nus.

Entre os entrevistados norte-americanos, apesar de ter muito menos praias que seus vizinhos do sul, as mulheres canadenses parecem ser menos conservadoras do que as dos EUA, já que tinham cerca de duas vezes mais chances de ter feito topless, com 15% contra 8%.

Mais de 70% dos franceses disseram que estavam 'um pouco ou muito confortáveis' com praias de topless(foto: REUTERS/Daniel Munoz )
Mais de 70% dos franceses disseram que estavam 'um pouco ou muito confortáveis' com praias de topless (foto: REUTERS/Daniel Munoz )


Sem nenhuma surpresa, os países que estavam menos confortáveis com topless e nudez nas praias são aqueles culturalmente conservadores ou onde a religião desempenha um papel importante na vida diária das pessoas. Entre as regiões estão o Sudeste da Ásia, Índia, Coreia do Sul, Malásia, Singapura e Japão. Os europeus são os mais tolerantes com o nudismo.

Enquanto o resto do mundo acha que ir à praia de sunga é aceitável, isso parece ser uma questão altamente polarizada entre os americanos. Os resultados foram quase igualmente divididos ao meio: 52% disseram que as sungas eram aceitáveis e 48% afirmaram que o traje de banho masculino não é adequado para o uso em público.

As sungas são mais aceitas na França, onde 91% deram sua aprovação, seguida pela Itália, com 87%. Entre os banhistas japoneses esse número cai para 29% e 34% dos noruegueses acham sungas particularmente desagradáveis.

Caminhadas, observação de pessoas, natação e banhos de sol foram classificadas como algumas das atividades de praia mais populares entre os norte-americanos, enquanto os frequentadores das praias da Malásia e de Cingapura, onde as preocupações com o envelhecimento são particularmente altas, são os menos propensos a tomar banhos de sol.

E qual seria o país onde há mais castelos de areia nas praias? Índia é a resposta. Por lá, mais da metade dos banhistas constroem mini-castelos na areia. Globalmente, enquanto as férias na praia são classificadas como o tipo mais popular entre os americanos entrevistados sobre turismo, o inverso acontece entre franceses, espanhóis, holandeses, australianos, japoneses e cingapurianos, que colocaram as férias culturais no lugar de um descanso na praia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade