UAI
Publicidade

Estado de Minas INCÊNDIO EM CARROS

Minas Gerais tem média de 165 carros incendiados por mês em 2022

Panes elétricas e idade dos carros podem ser principais responsáveis pelo incêndios em carros


20/05/2022 11:16 - atualizado 20/05/2022 12:28

Carro queimado no Bairro Tupi
Carro pegou fogo na manhã desta sexta-feira (20/05) no bairro Tupi (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)

Desde o início do ano, 662 veículos pegaram fogo em todo o estado de Minas Gerais, o que dá uma média de 165 carros incendiados por mês em 2022. Segundo o Corpo de Bombeiros, foram registrados 660 incêndios e duas explosões em veículos automotores no estado. O levantamento analisa o número de ocorrências de janeiro a abril de 2022.

 

Somente nesta manhã de sexta-feira (20/05), pelo menos dois carros pegaram fogo na Grande BH. Na saída de Lagoa Santa, na MG-10, os bombeiros foram chamados para controlar as chamas em um veículo que estava às margens da rodovia.

 

No bairro Tupi, um carro de passeio também pegou fogo. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o incêndio teria iniciado após uma pane elétrica.

 

Um levantamento feito pelo Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), 57,1% da frota de carros no Brasil possuem entre 6 e 16 anos de uso e 19,4%  apresentaram idade média acima de 16 anos.

 

De acordo com o engenheiro mecânico Pedro Rodrigues, a idade do carro pode ser responsável por panes elétricas e prováveis incêndios. 

 

“As fiações dos carros vão se desfazendo com o passar dos anos. O fio encostado em plástico ou metal pode acabar cortando a proteção do fio e abrir um curto. O carro está cheio de material inflamável”, explicou ele.

 

O tenente do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), Pedro Aihara, explicou que durante o frio os carros trabalham com uma demanda elétrica maior, como aquecedores ligados e a demora do motor aquecer em temperaturas mais baixas.

 

“Esse aquecimento maior pode causar algum curto-circuito e, na falta de manutenção,  essas panes elétricas ficam mais frequentes. Com o aumento no preço dos carros, as pessoas estão ficando mais tempo com seus veículos ou trocando por um modelo mais antigo”.

 

Para prevenir, é necessário seguir corretamente as datas previstas para a manutenção dos carros e ficar atento a qualquer sinal de pane no veículo.

 

“As pessoas podem procurar uma loja especializada em reparos elétricos se perceberem que algo não funciona como deveria, e/ou até mesmo se o carro possui uma idade avançada para fazer uma revisão de cabos e chicotes. Além disso, quando precisar instalar acessórios, procure uma loja especializada com profissionais qualificados para realizar a instalação”, disse Pedro Rodrigues. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade