UAI
Publicidade

Estado de Minas REGIÃO CENTRAL DE MINAS

Dupla é condenada a mais de 44 anos de prisão por tentar matar policiais

Tentativas de execução aconteceram em julho de 2020, em Itabira (MG), quando três homens fugiam do cerco policial após roubarem uma residência


17/05/2022 20:37 - atualizado 17/05/2022 20:55

Sentenças foram dadas durante julgamento realizado no Tribunal do Júri de Itabira, na região Central de Minas Gerais
Sentenças foram dadas durante julgamento realizado no Tribunal do Júri de Itabira, na região Central de Minas Gerais (foto: Marcelo Albert/TJMG)

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) informou nesta terça-feira (17/5) que dois homens foram condenados por tentativa de homicídio contra cinco policias militares no município de Itabira, na Região Central do estado.

Após o julgamento realizado no Tribunal do Júri do município, um deles recebeu a pena de 49 anos, oito meses e 20 dias de reclusão. Já o segundo indivíduo foi sentenciado a 44 anos, três meses e 15 dias. As idades dos envolvidos não foram divulgadas.

Conforme a peça acusatória apresentada pelo Ministério Público mineiro, “três homens roubaram uma residência mediante o uso de arma de fogo e grave ameaça às pessoas que estavam no imóvel”, em 15 de julho de 2020, no Bairro Amazonas.

Segundo o MPMG, esse terceiro indivíduo foi “condenado a 10 anos de reclusão pelos crimes que antecederam às tentativas de homicídio”, já que ele – e também os demais – foram denunciados por roubo qualificado, receptação, associação criminosa e resistência à prisão. Por fim, uma mulher, que ajudou os criminosos a se esconderem da polícia, foi sentenciada a um ano e quatro meses de prisão.

“Logo após subtraírem celulares, monitores e televisores da casa, além de um veículo que estava estacionado na rua, para assegurar a impunidade e vantagem do crime, eles tentaram matar cinco policiais militares que os abordaram durante a fuga do local”, explica o MPMG.

Depois que conseguiram sair do cerco da polícia, os homens entraram em outra residência no Bairro Gabiroba, que já estava com a porta aberta. Neste momento, com a aproximação de várias viaturas, os denunciados fecharam o portão rapidamente e efetuaram outros disparos de arma de fogo contra os policiais, aponta a promotoria.

Os três homens – membros de uma organização criminosa estabelecida na região de Itabira – foram capturados no momento em que tentaram escapar desse segundo local. Durante buscas na residência, a polícia apreendeu armas e munições.

De acordo com a decisão judicial, apenas a mulher, que teve a menor pena aplicada, terá o direito de recorrer em liberdade. Os demais condenados já se encontram no sistema prisional.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade